Durante o auge da crise, quando milhões de pessoas se tornaram desempregadas em todo o mundo, a palavra da moda no mercado de trabalho se tornou “freelancer”. O freelancer vem do inglês e remete ao profissional autônomo, que se auto-emprega em diferentes empresas e controla seu tempo, seus trabalhos e projetos.

Se você perdeu seu emprego ou não está feliz no seu emprego atual, talvez o freelancing seja um caminho para você percorrer e ganhar dinheiro em várias áreas de atuação. Vamos ver algumas características relacionadas ao freelancing:

Impostos
Os freelancers e pessoas contratadas de forma independente são geralmente responsáveis pelos seus próprios impostos. Se você um dia tomar este caminho, saiba que você se torna o responsável pelo pagamento dos impostos ao governo. É muito importante atentar para este ponto para não enfrentar problemas no futuro.

Tempo
Quando se trata de gestão de tempo, seu tempo agora é todo seu e de sua responsabilidade. Enquanto dentro de uma empresa, você não gerenciava seu tempo, agora você tem toda a flexibilidade para organizar seus trabalhos e fazer cada tarefa na hora em que bem desejar. Você agora não terá supervisão, não terá gerentes ou diretores sobre você. Você estará livre. Mas esta liberdade também traz responsabilidade. Traz perigo. Se você não tiver controle sobre seu tempo, você pode passar o dia inteiro sem fazer nada de importante. Ou pode até mesmo se tornar um “workaholic”, ou seja, alguém viciado em trabalho. A dica é priorizar as tarefas importantes e ter tempo para descansar a cabeça.

Dinheiro
A questão do dinheiro é muito relativa para o freelancer. Num mês ele pode faturar muito dinheiro, quando tem muito trabalhar para fazer. No outro, pode ficar sem atividade nenhuma, consequentemente o freelancer numa situação perigosa. Saiba que o freelancing pode abrir muitas portas de negócios, pode trazer muito dinheiro. Mas senão houver dedicação, muito esforço e força de vontade, os pedidos de serviço podem ir diminuindo e quando você já está correndo atrás de um emprego em alguma empresa. Trabalhar como freelancer é se preparar para as vacas magras e gordas. É estar mental e financeiramente preparado para adversidades, dificuldades e escassez de serviço. Você deve se preparar também para atender um alto volume de serviços. Afinal de contas, você é uma empresa de um homem só. E isso requer adaptação.

E você, qual é a sua experiência? Já trabalhou como freelancer? Tenho certeza que você poderia acrescentar muito a este artigo. Até a próxima!