12 modelos de negócios para fazer aquela grana extra

Escrito por:

Quando pensamos em abrir um negócio logo vem à cabeça grandes investimentos e custos altos. No entanto, o avanço da tecnologia possibilitou o surgimento de modelos de negócios com baixo investimento para fazer aquela grana extra, em casa mesmo, enxugando ainda mais os custos e aumentando a margem de lucro, além do retorno financeiro rápido.

 

Foi o tempo em que empreender era uma tarefa árdua e complicada, pois a popularização dos meios tecnológicos e da preferência por um atendimento mais individualizado criaram muitas oportunidades de negócios.

 

Até mesmo a burocracia e abertura de empresa com impostos consolidados foi facilitada fazendo com que o empreendedor hoje tenha mais chance de trabalhar de forma autônoma com maior praticidade e liberdade de escolha.

 

Hoje em dia, o conceito “home office” vem ganhando espaço e deixando de ter a reputação de “bico” ou de caráter provisório. É possível ter um empreendimento sério com firma aberta desde o início, basta ter planejamento, profissionalismo, organização e muita disciplina. Assim, o investimento é o que menos importa no início.

 

O sucesso pode vir até sem precisar investir em divulgação tradicional para formar uma carteira de clientes, se você tiver um produto diferenciado, com boa demanda e muita qualidade.

 

Se a grana é curta para investir nisso, basta priorizar soluções de baixo custo, como campanhas de anúncios em redes sociais, e de fechamento de negociação no WhatsApp, que é mais direto e rápido.

 

Os modelos de negócios para fazer aquela renda extra ou começar a empreender com pouco investimento são infinitos, e vão desde venda de produtos artesanais a serviços variados.

 

Se você ainda não acredita, tem uma porrada de startups de sucesso que começaram de casa com pouco ou nenhum investimento, que apostaram na tendência da economia compartilhada ou colaborativa, lucrando com a resolução de problemas de clientes.

 

Ficou curioso? Confira abaixo algumas ideias de modelos de negócio de investimento baixo para fazer uma grana extra na sua própria residência:

 

1. Alimentação saudável

 

Fitness Eat Clean GIF - Find & Share on GIPHY

 

Dentre todos os modelos de negócios de investimento baixo, o ramo de alimentação é um velho conhecido da maioria dos empreendedores caseiros. Quem não conhece alguém que venda bolos, doces ou salgadinhos de fabricação em casa?

 

Porém, de uns tempos para cá a nova tendência nesse mercado é a alimentação saudável com alimentos e bebidas veganas, sem muitos carboidratos ou em modo “detox”. 

 

Geralmente, essas pessoas trabalham com delivery, aumentando as chances de consumidores recorrentes. Um exemplo são as marmitas fitness ou comida vegana congelada, com balanceamento de calorias para quem não tem tempo de fazer suas refeições por conta própria ou está sob dieta restrita.

 

Se o problema for não ter tempo de fazer e entregar, basta investir na afiliação de startups de entrega como Rappi, iFood, Ubereats, Cabenocarro, entre outros, que também deram certo ao oferecer este serviço.

 

2. Artesanato e decoração

 

Shoes Discover GIF - Find & Share on GIPHY

 

O ramo de artesanato e decoração é outro modelo de negócio de investimento baixo para fazer uma grana extra bastante conhecido por quem trabalha por conta própria. A diferença é que dependendo do produto ou serviço oferecido, você quase não vai precisar investir muito capital. 

 

Além disso, dependendo da sua habilidade em criar relacionamentos e oportunidades vendas, a procura pode ser grande, aumentando rapidinho a sua cartela de clientes.

 

Há diversas formas de divulgação e pontos de venda, como bazares, loja virtual e páginas nas redes sociais. Você pode focar em serviços ou objetos de decoração e lembrancinhas sob encomenda para eventos como casamentos e aniversários, por exemplo.

 

Um dos melhores nichos neste caso é da saboaria artesanal e também as peças feitas em tricô e crochê. Os sabonetes artesanais em especial, estão em crescente expansão no mercado, visto que fazem parte do ramo de beleza e cosmético, um dos mais lucrativos no Brasil.

 

Além disso, as opções de nicho e possibilidades de produtos são infinitas, podendo atingir mercados diferentes com sabonetes fitoterápicos, personalizados ou apenas decorativos.

 

Já o tricô e o crochê a mesma coisa, pois você pode criar em casa mesmo suas peças e vender da mesma forma. 

 

Em ambos os casos o investimento em material é bem baixo e o rendimento alto, podendo ter lucros muito acima do investido e bem rápidos. Você pode até vender cursos no seu site ou em sites colaborativos como o Descola.

 

Há startups que também facilitam a venda se você ainda não pode investir em seu site próprio e arcar com a demanda que custo que isso exige. Um exemplo é o Enjoei e o Elo7.

 

3. Aulas de idiomas e consultorias online

 

Season 10 Friends GIF - Find & Share on GIPHY

 

Dar aulas ou oferecer serviços de consultorias em casa ou pela internet está ficando cada vez mais comum. É uma boa opção para quem é um profissional especializado e deseja empreender, pois o negócio só depende da sua experiência na área.

 

Você rapidamente pode virar um MEI e começar a prestar serviços dentro de casa, em escritórios colaborativos ou vendendo PDFs de aulas e cursos práticos. É outra possibilidade de atuar em vários setores: aulas de idiomas, coaching de carreira, consultas de contabilidade e finanças e consultas psicológicas.

 

Além de dar aulas ao vivo, também é possível vender produtos já finalizados. Esse tipo de conteúdo é chamado de “infoproduto”, como os cursos online ou e-books. 

 

Neste caso, você pode tocar o negócio 100% de casa, pois apenas a sua experiência reconhecida no assunto e ferramentas para divulgação em buscadores e nas redes são necessárias.

 

Uma startup que pode agregar ao seu negócio é a Descola, que oferece oportunidade para profissionais acadêmicos ou do mercado de compartilhar o seu conhecimento – e ganhar uma renda extra, que recebe uma porcentagem por cada venda de curso disponível na plataforma.

 

4. Costura

 

LA Fashion Festival GIF - Find & Share on GIPHY

 

Da mesma forma que o crochê artesanal, muita gente passou a preferir reformar roupas a comprar novas, por conta da falta de dinheiro. Por isso, o tradicional ramo da costura tem ganhado mais força, criando pequenas oficinas de conserto em casa.

 

Neste caso, o único requisito é ter habilidade neste ofício. Você pode tanto fazer reparos em bolsas, mochilas e roupas, por exemplo, como também reciclar reformando e transformando em novas peças exclusivas com customização.

 

A divulgação fica por conta das redes sociais, ou lojinhas colaborativas na Elo7 e Enjoei, como também criar bazares de brechó sazonais, entre outras ideias.

 

5. Fazer compras para terceiros

 

Pamela Adlon Mom GIF by Better Things - Find & Share on GIPHY

 

Um dos modelos de negócios de investimento baixo do momento é o serviço de “personal shopper”, que consiste em fazer compras para terceiros, com diversas finalidades. O investimento inicial fica por conta da sua capacitação profissional, na divulgação dos serviços e no relacionamento com os clientes.

 

No entanto há variações nesse ramo, como estilistas e gerentes de moda que acompanham pessoas de alto poder aquisitivo para ajudá-las a escolher roupas que melhor identificam o seu estilo e a sua imagem, como também fazer compras para aqueles que não tem tempo para essa tarefa corriqueira, como compras de insumos e supermercado.

 

No caso dos personal shoppers de estilo e imagem, algumas lojas podem até dar uma comissão para o profissional. Já no quesito de compras do dia a dia, há aplicativos que oferecem esse serviço e você atua como comprador e entregador. Alguns exemplos são o Rappi, Rappido e o Supermercado NOW.

 

6. Pequenos reparos na casa e nos móveis

 

Julie Gonzalo Hcftr19 GIF by Hallmark Channel - Find & Share on GIPHY

 

Como a crise acaba pegando todo mundo, o mercado de engenharia civil também acabou deixando muito carpinteiros, pedreiros e pintores sem emprego, precisando trabalhar de alguma forma. 

 

Uma alternativa foi criar saídas autônomas para pequenos serviços rápidos, lucrando bem mais com isso e tendo maior flexibilidade. É uma outra opção de modelo de negócio de investimento baixo que pode ser administrado de casa.

 

Um exemplo é o M’ana, que oferece serviços de manutenção feitos apenas por mulheres e para mulheres; ou o famoso Marido de aluguel, que também oferece esses serviços de pequenos reparos por diária.

 

7. Prestar serviços para pets

 

Hungry Cats GIF by AFV Pets - Find & Share on GIPHY

 

Outro mercado que não para de crescer mesmo em meio à crise econômica é o de pets, que impulsiona uma série de serviços diferentes e variados. Como por exemplo, o “dog walker”, que oferece serviço de profissionais autônomos especializados em levar animais de estimação para passear.

 

Para isso o investimento é o custo do deslocamento, mesmo que você tenha carro próprio, mas a parte administrativa ainda pode ser feita de casa. A startup Dog Hero, por exemplo, oferece um serviço de cadastro de hospedagem de pets, entre outros serviços.

 

9. Serviços para a web

 

Man Work GIF by Identity - Find & Share on GIPHY

 

Um dos modelos de negócios de investimento baixo mais óbvios sem sair de casa é desempenhar e oferecer serviços feitos exclusivamente pela web. Com toda essa inovação tecnológica e serviços cada vez mais digitais, tem crescido a quantidade de profissionais nesse ramo. 

 

É o caso de assistentes técnicos, designers, programadores e webdesigners, redatores, gerentes de mídia e conteúdo, entre outros serviços. Todos esses profissionais podem desempenhar seus serviços exclusivamente pelo computador sem sequer ter colocado o olho em seus clientes. 

 

Há ainda uma startup, a Workana, que é uma plataforma para unir empresários e profissionais freelancers, que permite contratar e oferecer serviços em áreas como conteúdo, design, manufatura, marketing, tecnologia da informação, tradução e vendas.

 

E há sites semelhantes como o 99Freelas e o Freelancer, que seguem a mesma linha de serviço, uma excelente forma de construir uma cartela de clientes e ainda escolher os trabalhos que deseja enviar propostas.

 

10. Digital influencer/Youtuber

 

Recording Jeff Goldblum GIF by The Late Late Show with James Corden - Find & Share on GIPHY

 

Dentre todos os modelos de negócios de investimento baixo aqui citados, este é um dos mais tentadores e apelativos do momento, principalmente se você for jovem. Dependendo do perfil da pessoa e do público atingido, fazer vídeos para a YouTube pode trazer lucros.

 

No entanto, o investimento inicial pode ser até baixo, apenas exigindo uma câmera e um bom fundo para a gravação, mas o retorno não é garantido e pode levar bastante tempo.

 

É uma das atividades mais populares hoje em dia, com a maioria dos profissionais sendo jovens, mas há quem esteja conseguindo entrar no ramo com diversos temas diferentes abordados. Afinal, é uma ferramenta muito versátil de conversão para qualquer nicho. 

 

Por exemplo, um médico pode usufruir do canal para dar dicas de saúde, obter visibilidade e sucesso, conseguindo atrair público para o seu estabelecimento, cursos ou patrocínios e ter ganhos com publicidade.

 

Já o profissional intitulado “digital influencer” é aquele que com a sua quantidade de seguidores consegue atrair para si uma atenção especial que converte em ganhos publicitários e investimento de marcas diversas.

 

É outra opção que à princípio não conta com grandes investimentos, dependendo da visibilidade atingida pelo profissional.

 

11. Personal chef

 

Season 7 Cooking GIF by MasterChef Junior - Find & Share on GIPHY

 

Com o sucesso dos programas de culinária em vários canais de TV, a profissão atingiu uma enorme visibilidade nunca antes conquistada. Com isso, surgiram muitas oportunidades de negócio nesse ramo da gastronomia diferenciada.

 

Muito estudante recém formado sem nome ainda consolidado no mercado, profissional autônomo que deseja ter mais flexibilidade ou que ainda não tem grana para abrir restaurante próprio, tem se voltado para o banquete em casa, como uma espécie de catering ou serviço de buffet e jantar personalizado.

 

A startup LocalChef e a WelcomeChef são marketplaces que conectam consumidores a chefs autônomos, por exemplo, e podem ajudar muito a alavancar o seu negócio.

 

12. Acompanhamento de idosos

 

High Five Old Lady GIF by Macklemore - Find & Share on GIPHY

 

Outro modelo de negócio lucrativo de baixo investimento que anda crescendo no mercado é o de acompanhamento de idosos. Os serviços vão além do “home care”, mas incluem acompanhar em locais públicos e eventos sociais, fazer compras, dirigir, organizar a casa, fazer serviços de banco, etc.

 

Como a longevidade da população está cada vez mais alta e a mobilidade na terceira idade já não é mais a mesma, além de não ser nada facilitada em nosso país, este tipo de serviço tem sido muito procurado e apreciado.

 

Gostou das dicas? Compartilhe sua experiência com renda extra nos comentários! 🙂

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

7 ideias para ganhar renda extra
Por Equipe Organizze
Aumente sua renda sendo freelancer
Por Equipe Organizze
COMO SOBRAR DINHEIRO: 5 super dicas que funcionam
Por Nathalia Arcuri | Me Poupe
Quer ganhar renda extra? Veja as dicas e ganhe dinheiro fazendo o que gosta!
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).