3 dicas para criar uma reserva financeira agora

Escrito por:

Em tempos em que as incertezas econômicas são muitas, criar uma reserva financeira pode ser uma saída não só inteligente, mas também necessária.

 

Poupar dinheiro pode ser o primeiro passo, mas não é o único. É preciso reservar esse montante para qualquer situação emergencial ou não prevista anteriormente. Afinal, poupar de um lado e gastar do outro, pode dar na mesma, no final das contas. Por esse motivo é preciso separar o dinheiro como o próprio nome sugere.

 

Mas por onde começar? Veja agora algumas dicas práticas para criar a sua reserva financeira e garantir a quantia  para quando precisar.

 

3 dicas para criar uma reserva financeira

 

Quando o assunto é finanças pessoais, toda atenção é pouca já que qualquer descuido pode fazer com que você perca o controle, fique no vermelho ou ainda entre em dívidas que poderiam ter sido evitadas.

 

Ao contrário do que muitas pessoas ainda pensam, administrar o dinheiro nem sempre se restringe apenas ao fato de conhecer o seu perfil econômico, padrão de vida e hábitos de consumo. É preciso pensar também no futuro e no que, muitas vezes, ainda não está nos planos para ter uma segurança financeira.

 

Saiba como criar sua reserva ou fundo emergencial.

 

1 – Economize dinheiro antes de precisar

 

É melhor guardar dinheiro antes de precisar. Sim, é isso mesmo. Afinal, quando precisar pode não ter recurso acessível. Então, se as contas ainda estão em dia e seus gastos dentro do orçamento, ótimo! Esse é o momento ideal para economizar já que não é possível saber o que ocorrerá no futuro, melhor prevenir no presente.

 

Um outro exercício básico é sempre reavaliar os gastos mensais para entender o que é essencial. Depois de entender onde o seu dinheiro está sendo gasto, será muito mais fácil priorizar ou repriorizar.

 

Avalie também as assinaturas de serviços recorrentes que são cobradas no cartão de crédito, todo mês. Muitas vezes, como as cobranças são automáticas, não é possível notar o desembolso e esses custos passam despercebidos.

 

Tem algum serviço que não utiliza mais? Algo que não faria tanta falta? Certamente você descobrirá que pode economizar e fazer a reserva deste valor.

 

2 – Guarde dinheiro todo mês e comece com pouco

 

Se você nunca teve o hábito de poupar, comece guardando de 5% a 10% da sua renda mensal. Por menor que pareça ser o valor, você já terá dinheiro reservado para uma eventual emergência ou algo que não estava no planejamento.

 

Muitas vezes, erroneamente, as pessoas associam a sua reserva financeira somente a um objetivo pessoal ou profissional. Entram nessa lista aquela viagem dos sonhos, o pagamento da entrada de um imóvel ou cursos no exterior, por exemplo. Mas é muito importante pensar na reserva para suprir uma demanda emergencial.

 

Imagine, na urgência, ter que buscar por crédito só porque você tem um compromisso financeiro que não pode ser adiado e não tem mais dinheiro?

 

Duas dicas essenciais aqui são: primeiro só busque opções de crédito quando realmente precisar. E, segundo, pesquise e busque as alternativas de crédito mais baratas. As modalidades mais acessíveis e pré-aprovadas como o cartão de crédito ou cheque especial têm taxas de juros mais altas e podem levar ao endividamento, se não forem tomado os devidos cuidados.

 

3 – Invista seu dinheiro e multiplique seu rendimento

 

Dinheiro parado também é sinônimo de “dinheiro perdido”. Assim, abrir uma poupança por exemplo, pode ajudar não só a reservar o dinheiro de fato, como fazer rendê-lo.

 

Se você não pretende ou ainda não precisa resgatar o dinheiro no curto prazo, busque por aplicações ou investimentos que possam ter uma boa rentabilidade e maior liquidez.

 

Aplicar o dinheiro é uma boa saída para evitar que o montante seja gasto com despesas supérfluas. Mas não só isso: pode multiplicar seu rendimento, fazendo com que sua reserva aumente, sem que você tenha que poupar mais.

 

Para isso, é claro, é preciso ter a disciplina e seguir os passos anteriores. Mas a boa notícia é que já é possível fazer investimentos mínimos, a partir de R$ 300 por mês, por exemplo.

 

Acredite: ter uma reserva financeira pode ajudá-lo a passar por crises ou momentos financeiros mais críticos. Ninguém espera ter uma emergência de um dia para o outro, mas imprevistos podem acontecer (e te pegar de surpresa!). No entanto, se você conseguir se organizar financeiramente pode passar por isso sem ter que fazer novas contas ou entrar em dívidas.

 

Por Danielle Vieira | Apaixonada por marketing, descobriu os números e finanças ao longo do caminho e, decidiu ajudar as pessoas através da educação financeira. Hoje faz isso atuando no marketing da bxblue, fintech acelerada pela Y Combinator e escrevendo em alguns portais.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Pix: entenda o passo a passo de como o sistema funciona
Por Equipe Organizze
Decoração barata: Como criar móveis incríveis para o quarto usando pallets!
Por Viva Decora
Sonha com a casa própria? Saiba como começar a poupar
Por Equipe Organizze
Abuse dos puffs e economize na decoração da casa
Por Viva Decora
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).