3 passos para um planejamento financeiro pessoal

Escrito por: - Publicado em: 25/05/2021

O planejamento financeiro é importante para organizar as finanças no presente, e principalmente, no futuro. É por meio dele que reduzimos os percalços ao longo do tempo e temos mais sucesso naquilo que fazemos.

 

Para ter um bom planejamento financeiro, precisamos saber quais são nossos objetivos e sonhos, e aí sim traçamos um caminho para chegar até eles,

 

Portanto, neste artigo, vamos explicar o conceito de planejamento financeiro, como fazer e seus benefícios. Se você tem alguma dúvida, acompanhe conosco até o final e aprenda a organizar as suas finanças de uma vez por todas.

 

Como é composto o planejamento financeiro

 

O planejamento financeiro é composto por algumas estratégias de organização financeira, com o objetivo de ajudar a pessoa a alcançar seus objetivos e sonhos.

 

Para mantê-lo em dia, é necessário ter disciplina e zelar pelas razões que levaram você a estabelecer essas estratégias.

 

Independentemente de o objetivo ser de curto prazo, por exemplo, trocar a cortina para janela de sala ou de longo prazo, como ter uma aposentadoria mais tranquila, o planejamento financeiro é composto pelas seguintes informações:

 

→ Salário;

→ Fontes de receita extras;

→ Apuração de gastos;

→ Despesas extras.

 

Alguns objetivos devem ser estabelecidos e separados por tempo, por exemplo, pensando onde você quer chegar daqui a 5, 10 ou 30 anos. Para colocar tudo isso em prática, no próximo tópico, vamos mostrar como fazer um bom planejamento financeiro. Confira.

 

Passo a passo para o planejamento financeiro

 

Para colocar o planejamento de suas finanças em prática, algumas estratégias são importantes, sendo elas:

 

1. Acompanhamento diário de receitas e despesas

 

É importante saber o quanto exatamente você ganha e gasta, como salário e quanto pagou em suas contas mensaisVisto que saber para onde vai o dinheiro ajuda a cortar gastos desnecessários.

 

Anote todas as despesas, inclusive aquelas extras quando está na rua, por exemplo, uma refeição em uma lanchonete ou uma garrafa de água.

 

2. Comprar somente o necessário

 

Todos nós temos necessidades, mas não se deixe levar pelo consumismo. Se você sabe quais são seus pontos fracos, fica mais fácil controlar os impulsos. Crie uma lista de compras antes de ir ao supermercado e esteja atento às armadilhas desses estabelecimentos, principalmente, dos shoppings.

 

Troque seus equipamentos eletrônicos, como celular e computador somente quando for realmente necessário. Comprar um modelo novo todo ano só aumenta suas despesas e sabota seus objetivos.

 

3. Elaborar um plano de ação

 

Elabore um plano incluindo tudo o que você acha necessário para alcançar seu objetivo, por exemplo, comprar uma bancada de trabalho para melhorar seu home office.

 

Não existe uma regra, visto que a realidade financeira de cada pessoa é diferente. Portanto, pense em como atingir seu objetivo dentro das suas possibilidades, pontue as ações e siga o planejado.

 

Benefícios do planejamento financeiro

 

Ter um bom planejamento financeiro é benéfico em muitos sentidos. É com ele que você evita dívidas com cartão de crédito e cheque especial, situações, inclusive, que podem levar ao superendividamento.

 

Por meio dele, você controla melhor suas finanças pessoais, definindo previamente como você vai gastar o seu dinheiro.

 

Com isso, você consegue melhorar vários setores da vida, como por exemplo, alugar uma sala comercial para trabalhar, fazer uma reserva financeira para emergências, investimentos, dentre outras possibilidades.

 

Também é uma forma de cortar gastos desnecessários, uma vez que você terá uma visão clara de todos eles. A maioria das pessoas tem gastos exacerbados porque não sabe quais são eles e perdem o controle do orçamento.

 

O planejamento financeiro mostra o quanto você desembolsa pagando água, luz, internet, alimentação, dentre outras despesas. Ao analisarmos cada um deles, descobrimos onde estão os gastos excessivos e conseguimos diminuí-los.

 

Por fim, é o melhor modo de saber como está gastando seu dinheiro e diminuir aquela sensação de que o salário desapareceu.

 

Conclusão

 

A educação financeira é muito importante para fazer o dinheiro render mais e suprir todas as nossas necessidades. Quanto mais baixo é o seu orçamento, maior deve ser o controle.

 

Em momentos de crise econômica contínua como a que estamos presenciando, fazer o controle das suas finanças é a melhor maneira de evitar endividamentos e até mesmo passar necessidades.

 

Neste artigo, você descobriu como se planejar financeiramente e cuidar melhor do seu dinheiro. Assim, pode ter mais segurança e realizar seus objetivos de curto, médio e longo prazo. 

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Morar sozinho: gastos que você não pode abrir mão
Por Equipe Organizze
Os 6 benefícios da Lei do Superendividamento
Por Equipe Organizze
5 dicas para entender seus objetivos financeiros
Por Equipe Organizze
Porque ainda é necessário comparar taxas de juros?
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).