4 dicas para você limpar hoje mesmo o seu nome e sair da inadimplência

Escrito por:

Ter dívidas infelizmente é um hábito bem comum entre os brasileiros. Sabemos que sair desse emaranhado de débitos não é fácil, mas existem algumas dicas que fazem toda a diferença no processo de quitação de dívidas.

 

O site Finanças Forever elencou algumas dessas dicas, confira os destaques no post de hoje!

 

1. Organize as contas

 

Antes de tudo, é importante saber quais dívidas estão pendentes, tomando conhecimento de tudo o que está em aberto e do que precisa ser pago. Assim, após ter em mãos os valores totais a serem quitados e ter noção até mesmo das taxas de juros, será mais fácil se organizar financeiramente para pagá-las.

 

2. Controle financeiro pessoal

 

Para começar a pagar as dívidas, é preciso fazer uma análise consistente do seu orçamento, somando todos os gastos mensais, a quantia recebida, os possíveis imprevistos e tudo o que envolva a entrada e saída de dinheiro.

 

Ter o gerenciamento das suas contas ajuda na visão macro do seu financeiro, assim fica mais fácil entender cada pendência. Dessa maneira, ao conseguir, de fato, visualizar as pendências, fica mais simples identificar os consumos desnecessários, onde pode haver cortes de orçamento e como se programar para pagar dentro das suas condições financeiras.

 

3. Entre em contato com os credores

 

Muitas empresas estão dispostas a renegociar a dívida. Para elas, é interessante receber o dinheiro, mesmo que não seja o valor inteiro da sua inadimplência e isso pode significar uma vantagem para o devedor. Entre em contato com cada um dos credores, descubra o valor necessário para quitar suas pendências e peça pela renegociação, através de um diálogo sincero e aberto.

 

Primeiramente, tente reduzir os juros equivalentes a todo o tempo em que ficou devendo. Após, observe se o valor total da dívida cabe no seu bolso e, caso não seja possível, tente solicitar que esse pagamento seja feito em parcelas que se ajustem melhor no seu orçamento mensal.

 

Lembre-se: essa quantia não pode pesar nos seus planos e uma vez que pese, ficará ainda mais difícil de pagar o débito. Ou pior, você acabará adquirindo outras dívidas no intuito de quitar essa. Seja cauteloso!

 

4. Diga “não” para a primeira proposta

 

Após as propostas dos credores serem oferecidas, está na hora de dizer um sonoro “não”. Agradeça a chance de renegociar, anote os valores e pense a respeito. Sim, nós sabemos que você provavelmente está pensando que jogou uma oportunidade valiosa fora. No entanto, não é bem assim. Tenha em mente: a empresa quer receber e o trunfo está em suas mãos.

 

Uma vez que você já saiba as condições de pagamento, faça uma contraproposta que seja justa para ambas às partes e negocie até que todos estejam satisfeitos. Mais uma vez, o que vale é que esse valor seja justo para o seu planejamento mensal. Somente assim, você fechará o acordo.

 

Confira mais uma dica de como limpar seu nome clicando no botão abaixo!

Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

3 dicas fantásticas para sair financeiramente mais forte da pandemia
Por Tiago Trespach Marques
Por que é importante registrar os gastos?
Por Equipe Organizze
6 coisas que podem sabotar a renda familiar e como evitá-las
Por Equipe Organizze
6 dicas para alcançar as metas durante a quarentena
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).