4 perguntas para fazer antes de investir

Escrito por:

Se você ainda não investe, com certeza já parou para pensar em fazer isso em algum momento da vida. Como falamos bastante por aqui, para alcançar a sonhada independência financeira é preciso fazer seu dinheiro trabalhar para você. E como fazemos isso? Investindo!

 

Porém, antes de fazer qualquer aporte é necessário fazer algumas perguntas para si mesmo antes de investir, pois é algo que envolve riscos e dinheiro – e ninguém gosta de perder dinheiro, né?

 

Confira as perguntas a seguir, destaques do blog Finanças Femininas, e fique mais preparado para investir!

 

Qual é o seu objetivo para este investimento?

 

Antes de sair buscando, tenha certo quais são seus objetivos no mercado financeiro. Ter uma estabilidade financeira? Ou correr mais riscos para tentar ganhar mais? Em quanto tempo tempo pretende ganhar dinheiro? Quanto espera ganhar? Qual é o valor que já tem guardado e quanto quer investir mensalmente? Definindo esses detalhes, fica fácil encontrar um investimento com a sua cara.

 

Enquanto decide tudo isso, leia e entenda sobre o mercado e suas oscilações. Lembre-se de se manter informada e saber como está a economia do Brasil também. Perca o medo das siglas e quebre a cabeça. Se precisar de uma mãozinha, leia nosso Dicionário.

 

Com qual corretora / onde investir?

 

Conforme for ficando íntima do assunto, vai conhecer algumas instituições financeiras. É uma boa procurar ajuda com esse pessoal. Na maioria das vezes, a equipe é conhecedora profunda do assunto e pode auxiliar bastante ao lidar com seus investimentos.

 

Feche com a assessoria que sentir mais confiança. Se tiver alguma amiga que já faça investimentos, peça uma indicação. Além disso, procure referências na internet. Esse é um momento delicado que precisa de paciência, afinal, eles que serão os responsáveis em gerir todo o seu dinheiro e futuro patrimônio.

 

Quais são os riscos envolvidos neste investimento?

 

Estar ciente de tudo que pode acontecer com eu dinheiro traz segurança. Portanto, antes de investir, pesquise sobre a aplicação que você está namorando e como ela anda rendendo nos últimos tempos. Rentabilidade passada não é uma garantia para o futuro, mas pode te ajudar a escolher a melhor opção. Acompanhe a economia do país para evitar problemas. Por isso, pergunte ao seu gestor qual é o risco determinado daquele investimento. Você pode ficar sem rendimento naquele mês ou dá para perder dinheiro do montante que você aplicou?

 

Você precisa entender o risco real que está correndo. Lembre-se que não existe investimento sem risco. Basta comparar com o que é esperado por você. Existem aplicações mais arriscadas, porém vantajosas – tudo depende da sua forma de lidar com a situação e estratégia. Cuidado com tudo!

 

Quanto custa este investimento?

 

Se você sabe quanto paga por uma bolsa nova ou na mensalidade da academia, precisa entender que todo investimento custa algo. Entenda também quanto será cobrado aquele serviço. Um dos tributos mais famosos é a taxa de administraçãoque deve ficar em torno de 1%. Se a administradora cobrar cerca de 3%, saia correndo. É furada!

 

E os tributos não param por aí: tem a corretagem (uma porcentagem cobrada pelos serviços da corretora), emolumentos (uma graninha que é dispensada pelo serviço da bolsa), custódia (taxa cobrada pela manutenção do investimento) e a taxa de carregamento, que pode aparecer nos fundos de previdência, mas que compromete muito a rentabilidade. Além dessas, há os tributos do mercado nacional como o Imposto de Renda (exceto em LCIs e LCAs) e o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Sabendo – e calculando – todas as taxas fica fácil saber se o investimento vale a pena.

 

Continue lendo as dicas clicando no botão abaixo.

 

Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Qual a sua referência nos investimentos? Conheça os principais índices do mercado e compare com sua carteira
Por Alphamar Investimentos
Ações na Bolsa de Valores: entenda como ganhar com este investimento
Por Ana Cláudia Inez
4 erros que quem investe em ações não pode cometer
Por Equipe Organizze
Ações: investir direto ou investir via fundos?
Por Felipe Modenese
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).