5 dicas de como reformar e mobiliar a casa gastando pouco

Escrito por:

Toda a reforma de casa tem um certo custo. Mas, este é o preço que se paga para que a pessoa possa obter um lar mais bonito, saudável, prático e funcional.

 

E tudo bem que nem todo mundo tem dinheiro sobrando na carteira para fazer aquela transformação geral nos ambientes. Isso porque existem jeitos simples de mudar a cara dos cômodos sem ter de gastar muito! Duvida? Confira algumas ideias!

 

#1 Use os mesmos revestimentos na casa toda

 

Um jeito de gastar menos com reforma de casa é comprar mais quantidade de um mesmo material de uma única vez.

 

Explicando melhor, sai bem mais em conta comprar um galão de tinta de dezoito litros do que comprar dois galões de 3,6 litros de cores diferentes para pintar os ambientes.

 

Aliás, cores claras e neutras, com menos pigmentação de vermelho em sua composição, também custam um valor menor – e o melhor é que desbotam menos.

 

A mesma ideia pode ser replicada nos revestimentos de parede, mais o de piso. Apartamentos pequenos ficam mais bonitos e amplos com uma mesma cobertura de chão em todos os cômodos.

 

Claro que em certas áreas da casa, como a lavanderia e o banheiro, precisam de outro tipo de proteção, mais impermeável, como uma lajota. Porém, mesmo nesses pontos é possível se fazer uma redução nos custos.

 

 

Uma solução muito utilizada pelos arquitetos de interiores é estudar rigorosamente quais as áreas molhadas realmente necessitam de proteção.

 

Em uma cozinha, só a parede atrás da pia precisa ser azulejada – e mesmo assim só até uma altura de um metro a um metro e dez, além da faixa atrás do fogão também. Na lavanderia, o revestimento precisa estar presente pelo menos atrás do tanque, e no banheiro, a área dentro do box do chuveiro.

 

 

E se quiser fazer sua casa parecer mais charmosa, é claro que pode se dar ao luxo de comprar itens pequenos para a personalização dos ambientes.

 

Existem, hoje, vários modelos de tosetas, pastilhas e faixas para decoração de áreas molhadas – que são caras, mas podem ser compradas em pouca quantidade. Papéis de parede de várias texturas e acabamentos também são válidos, assim como imitações de ladrilhos hidráulicos em adesivo, que são lindas.

 

 

#2 Valorizar as imperfeições estruturais deixando materiais à mostra

 

Ambientes sem forros, pisos sem revestimento – apenas no contrapiso -, vigas e pilares expostos, canos de fiações e outros elementos podem ser valorizados.

 

Ao invés de serem vistos como vilões, pode-se transformá-los em centro das propostas; criando, a partir disso, certa linguagem visual. Essa estratégia é bastante utilizada em decorações “urbano chique”, “industrial” e mais.

 

 

A economia nesse caso está, justamente, em não precisar comprar tantos materiais e contratar mão-de-obra para a reforma da casa.

 

Acontece que é possível enxergar, naquilo que seria considerado como feio e esquisito, a beleza. Tal conceito é defendido por estilos como ‘wabi sabi’ e muitos outros. E o interessante é que a textura destes elementos, que é mais bruta, acaba destacando itens novos e melhor acabados.

 

 

#3 Construir seus próprios móveis ou reformar os velhos

 

Na hora de mudar a cara dos cômodos da casa, vale reformar as estruturas e também mobiliar. Peças planejadas fabricadas em série ou de design único, personalizadas por artistas renomados, são bastante caras.

 

Pode-se até se contentar com artigos baratos, adquiridos em qualquer loja. Mas, talvez eles não sejam muito bonitos, resistentes e nem duradouros.

 

 

Uma forma econômica e divertida de mobiliar a casa é tentar construir os próprios móveis. Consegue-se fazer muito com placas de MDF, MDP ou madeira de demolição envernizada.

 

 

Prateleiras com mãos-francesas metálicas podem formar estruturas de closets ou guarda-roupas – e serem fechados com uma simples cortinas. E placas de cimento e tijolos, estantes de sala e armários de cozinha.

 

 

#4 Usar móveis, louças e eletrodomésticos na cor branca

 

Depois que a pessoa já reformou o piso, o teto e as paredes do imóvel, é chegada à vez de mobiliar e acrescentar os eletrodomésticos nos ambientes.

 

Outra forma de poupar dinheiro com a casa é comprar o maior número de peças na cor branca. Se as laterais, fundos, topo e parte interna dos armários forem sem estampa o preço de compra será menor. Aliás, equipamentos nessa cor também costumam custar menos.

 

 

#5 Acrescentar vasos com plantas na decoração

 

Uma outra ideia barata é comprar vasos de plantas para a casa. O verde deve ser aliado daquele que quiser aprimorar a decoração dos ambientes.

 

Isso porque flores e folhagens têm o poder de preencher espaços, de curar energias nocivas, de melhorar a condição termo acústica dos cômodos e mais. Além disso, podem ficar a frente e esconder pontos para o qual ainda não se tem dinheiro para reformar.

 

Agora é hora de pôr a mão na massa! Use todas as dicas apresentadas a seu favor e encontre a melhor forma de reformar, mobiliar e mudar o visual de sua casa.

 

Estas dicas para repaginar sua casa sem gastar muito foram criadas pelas equipe Viva Decora.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Black Friday: o que você precisa saber para aproveitar essa data
Por Equipe Organizze
Ladrilhos: você consegue ter na sua casa sem gastar muito
Por Viva Decora
Como organizar uma festa dentro do seu orçamento familiar
Por Equipe Organizze
13 dicas simples para economizar ao fazer as compras para casa
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).