5 dicas para economizar na compra do material escolar

Escrito por:

Além das famosas contas de começo de ano que todo mundo já conhece, quem é pai, mãe ou responsável por uma criança em fase escolar, precisa arcar com outros gastos. Um deles é a longa e temida lista de material escolar.

 

Uma das dicas mais conhecidas para poupar na hora dessa compra é não levar as crianças para as lojas. Sabemos que pode ser difícil não ceder as vontades dos filhos, por isso é sempre bom deixá-los em casa.

 

O blog Finanças Femininas listou outras dicas para economizar na compra do material escolar, continue lendo esse artigo e confira as orientações!

 

1. Reaproveitar o material escolar do ano passado

 

Antes de partir para as compras, cheque os itens que seus filhos já têm em casa e veja o que ainda está em boas condições de uso. Mochilas, estojos, canetas, réguas e tesouras são os campeões neste quesito. Talvez eles reclamem — afinal, qual criança não ama ganhar materiais escolares novinhos em folha? —, mas é preciso equilibrar seus desejos com sua situação financeira.

 

Se tiver filhos com idades próximas, pode ser que o mais novo consiga reaproveitar muito do material escolar do mais velho, especialmente livros didáticos. Neste sentido, vale reforçar para as crianças o cuidado que é importante ter ao longo do ano para que o objeto seja conservado em bom estado.

 

2. Avalie a necessidade de comprar todo o material escolar de uma vez

 

Nem sempre você precisa adquirir tudo em janeiro ou fevereiro — meses em que os preços estão disparados por conta da procura. Para economizar, veja se não é possível fracionar a compra de alguns itens da lista.

 

3. Pesquise e compare os valores em várias papelarias

 

Nada de ir à papelaria mais próxima à sua casa apenas pela comodidade, pois isso pode aumentar a sua despesa. Para que se tenha ideia, um levantamento do Procon de Campo Grande (MS) descobriu que a variação de um mesmo item em diferentes estabelecimentos pode chegar a 1.040%. Em São Paulo (SP), 333% e no estado do Paraná, 131%.  Aproveite a facilidade que a internet oferece e pesquise os valores por meio de sites especializados. Utilize sites como o Zoom ou Buscapé e a extensão do TecnoBlog para Chrome para encontrar o melhor preço e economizar.

 

4. Compre apenas o material escolar da lista

 

As papelarias são cheias de armadilhas, fazem super promoções de produtos que seu filho não precisa e deixam à vista das crianças itens de personagens que fazem parte de suas brincadeiras — tudo para gerar o famoso “mamãe, eu quero”. Nessas horas, ser firme e comprar apenas o material escolar que está na lista é a atitude mais adequada para não gastar além da conta.

 

5. Compre livros usados em sebos

 

Além de ser mais sustentável, comprar livros usados pode representar uma boa economia para o seu bolso. Porém, antes de efetuar a compra, veja suas condições, se há muitos rabiscos, se as páginas estão íntegras e se o antigo dono não resolveu os exercícios no próprio livro — algo muito comum principalmente em livros de ciências exatas. Observe também a edição, pois se for uma muito antiga, pode ser que seu filho perca atualizações de conteúdo importantes.

 

Clique no botão abaixo e continue lendo as dicas.
Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 dicas para contratar um seguro viagem barato
Por Equipe Organizze
4 dicas de como mobiliar a casa nova sem gastar muito
Por Equipe Organizze
5 dicas para gastar menos com construção ou reforma de casa
Por Viva Decora
5 dicas para organizar uma festa de Carnaval gastando pouco
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).