5 ótimos motivos para não emprestar o cartão de crédito

Escrito por:

Um hábito que é comum para muitos brasileiros e que pode atrapalhar muito sua organização financeira: emprestar o cartão de crédito!

 

Parece ser algo inofensivo, principalmente se você for emprestar para pessoas de sua confiança. Mas existem algumas consequências que você deve levar em conta antes de tomar essa decisão. O blog Finanças Femininas listou essas consequências, continue lendo e confira os destaques no artigo de hoje.

 

Ficar endividada

 

Quando você empresta certa quantia, o combinado ficará entre vocês, sem a interferência de agentes financeiros e taxas de juros altas. No entanto, a dívida do cartão é muito mais agressiva. Neste empréstimo, existe o grande risco de a pessoa não pagar o que deve e você ter que bancar a fatura para não ficar endividada. Se não conseguir, terá que arcar com os juros estratosféricos de 307,2% ao ano, segundo levantamento do Banco Central. Se não pagar essa dívida, você ficará com o nome sujo.

 

Você pode ficar sem limite no cartão

 

Sempre incentivamos nossas leitoras a preferirem compras à vista para conseguirem descontos e terem controle financeiro. Porém, eventualmente, você pode precisar passar algo no cartão de crédito e, bem nesse momento, descobrir que está sem limite, já que foi todo usado por sua amiga(o). Caso isso aconteça, você terá que esperar todas as parcelas serem quitadas.

 

Fique atenta ao motivo do pedido

 

Já parou para pensar o que aconteceu para essa pessoa lhe pedir o cartão de crédito? As possibilidades não são muito boas. Ela pode, por exemplo, ter se descontrolado, estourado o limite do próprio cartão e estar endividada. Ou, quem sabe, não tenha conseguido um cartão em seu nome por ter score de crédito baixo. A pesquisa do SPC Brasil e da CNDL apontou que 30% das pessoas que pediram o nome emprestado estavam com o limite estourado no cheque especial ou cartão de crédito. Fique de olho!

 

Cuidado para não acabar com o nome sujo

 

Se ela não lhe pagar o que deve, quem precisará arcar com o débito é você. E, se você também não conseguir arcar com a dívida, é seu nome que estará em jogo. É a sua fatura que acumulará juros, seu score de crédito que acabará mais baixo e, na pior das hipóteses, ficará com o nome sujo.

 

Cair na malha fina

 

Grandes movimentações financeiras – que não sejam compatíveis com a sua renda declarada – podem chamar atenção da Receita Federal. Então, sobrará para você a tarefa de se justificar ao órgão – e comprovar o empréstimo pode dar muito trabalho.

 

Confira mais dicas clicando no botão abaixo.

 

Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

A melhor forma de usar o cartão de crédito
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Como descobrir o limite para compras parceladas do cartão de crédito?
Por Equipe Organizze
Como escolher o melhor cartão de crédito?
Por Equipe Organizze
Como quitar dívidas do cartão de crédito em 6 passos
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).