6 dicas de como economizar na decoração da casa

Escrito por:

Quando as pessoas abrem as revistas ou acessam os sites de moda para a casa elas se deparam com uma série de imagens de ambientes ricamente ambientados. Daí elas se perguntam se, por acaso, isso não sairia caro demais.

 

A impressão que se tem é que é preciso gastar muito dinheiro para ter aquela tal casa dos sonhos com a decoração perfeita. Afinal, nem tudo se pode resolver com a técnica do DIY, ou “faça você mesmo”.

 

Sabe-se que reformar ou redecorar não é tarefa fácil. Além de todo o esforço físico e psicológico, a pessoa deve fazer também um esforço financeiro.

 

Claro que tem momentos em que não se tem escolha, é preciso abrir a carteira para adquirir aquilo que se necessita. Mas, naquilo que puder economizar a pessoa tem que tentar diminuir seus gastos.

 

Dicas para economizar na decoração

#1 Planeje tudo que vá fazer de reforma ou decoração

 

O ponto de partida para qualquer boa reforma e decoração é o planejamento. O proprietário do imóvel deve listar tudo aquilo que não lhe agrada; tudo aquilo que ele gostaria de mudar em sua casa.

 

Depois, estabelecer as prioridades. O que é mais necessário? O que não se pode abrir mão? Será que o melhor é começar trocando o piso? Ou quem sabe restaurar o sofá?

 

Dentro desse planejamento, também é preciso considerar até quanto se quer investir. Uma reforma sempre requererá um orçamento mais alto. Será que sobraria dinheiro para investir em móveis e objetos decorativos? Para responder esta questão é preciso, antes, estabelecer um limite máximo.

 

Não se pode correr o risco de se perder no meio de dívidas. Pois o planejamento serve, justamente para isso, para que nada complique o bolso. Se a pessoa perceber que pode continuar com os mesmos revestimentos e instalações de água, luz e esgoto, então pode se dedicar ao conforto do lar.

 

Quem sabe, nesse momento, não seja melhor apenas redecorar o imóvel e economizar para fazer o resto depois?

 

#2 Faça o máximo com as suas próprias mãos

 

Quem tem habilidades para a construção civil pode economizar na reforma executando, sozinho, algumas etapas da obra.

 

Existem muitas coisas fáceis de fazer sem precisar que o dono do imóvel recorra a um auxílio técnico especializado – claro que esta alternativa deve ser considerada antes. Mas se puder renovar o lar sozinho, por que não?

 

Troca de piso e de parede é uma coisa que muita gente deseja fazer na sua casa. Mas, ao invés do quebra-quebra tradicional, uma ideia é aplicar, sobre o revestimento antigo, uma camada de vinílico ou laminado. Tem azulejos que podem ser pintados ou personalizados com adesivos também.

 

 

Já nas paredes – que receberam, antes, apenas uma tinta -, uma nova pintura sempre será bem vinda. Outra opção é investir em papéis de parede. Em ambos os casos, é possível se chegar a uma nova decoração sem muitos gastos.

 

Só que, na empolgação de se obter rápidos resultados, não se pode desprezar o estado atual do imóvel e a qualidade dos novos materiais aplicados. Como diz o ditado “o barato pode sair caro”.

 

#3 Reaproveite tudo aquilo que já tem em casa

 

Para deixar a decoração da sala mais bonita e requintada, não precisa colocar o que tem no lixo e comprar tudo novo. Algumas peças mobiliárias ou de ornamentação podem ser renovadas e reaproveitadas. Um velho sofá, por exemplo, pode receber uma capa. Um aparador pode receber uma camada de pátina e ficar diferente. Tudo vai de acordo com o gosto e a criatividade do dono!

 

 

#4 Pesquise em várias lojas antes de sair comprando

 

Um dos motivos que mais leva as pessoas a gastar muito dinheiro com a decoração da casa é comprar por impulso. O segundo motivo é não saber qual é o seu estilo. O terceiro é não conhecer o seu orçamento. E o quarto é não fazer um levantamento completo de preços.

 

Antes de comprar qualquer coisa, deve-se fazer uma pesquisa de mercado para obter mais informações quanto dos produtos, ver se existem promoções e até saldões. Essa é uma forma de deixar a casa mais bonita sem extrapolar – ou comprar “gato por lebre”. Também é a melhor chance de adquirir peças de qualidade, assinadas por designers, por um preço mais acessível.

 

#5 Elimine itens desnecessários da lista de decoração

 

Começando pela sala, pode-se sempre comprar menos bibelôs e ainda diminuir o números de mesas auxiliares. No lugar de móveis comuns, os multifuncionais, como os pufes, são, por vezes, até mais baratos e fáceis de transportar.

 

E a mesa de jantar pode ser menos requintada, com menos detalhes e mais básica. As cadeiras, principalmente das pontas, é que dariam o efeito visual mais impactante.

 

 

No quarto, uma cadeira ou um banquinho poderia funcionar muito bem como substituto do criado-mudo. E quando se tem cama box, nem é preciso cabeceira. Mais algumas economias!

 

 

Nas áreas molhadas também é possível economizar. No banheiro, por exemplo, uma cortina colorida, com desenhos alegres e divertidos, pode substituir o box de vidro ou de acrílico. Não é o ideal, mas funciona – fora que alegra a decoração.

 

E na cozinha, gastando menos com a bancada e tirando itens da lista, como porta-temperos, é possível focar os investimentos em armários de melhor qualidade.

 

 

#6 Melhore a iluminação da casa

 

Para renovar ainda mais o visual da casa, sem gastar muito, a pessoa pode trocar certos itens da iluminação. Ao invés comprar spots, arandelas e lustres mais pomposos, o mais correto, nesse caso, é escolher os modelos mais simples.

 

O importante é que o seu material das novas luminárias seja resistente, que seu design se adeque a lâmpadas econômicas e que sua luz ofereça conforto visual.

 

Fabiana Rosello

 

Conclusão

 

Todo o dinheiro que foi economizado desde o planejamento ao levantamento de preços e o concerto de itens menores – pode ser repassado para coisas melhores. Sempre pode haver algo que tenha sido esquecido no processo. E outra coisa que tenha de ser trocada ou levada para a manutenção, como colchões, cortinas, utensílio doméstico e televisão.

 

 

Em último caso, para enxugar ainda mais o orçamento, que tal buscar uma assistência profissional especializada na internet?

 

Sim, existem empresas de arquitetura e design de interiores que vendem projetos de decoração online; além de lojas que simulam gastos de materiais e o resultado final da troca de revestimentos. Assim, com apenas alguns cliques – e pagando bem menos – pode-se ter uma ideia de como renovar a casa inteira.

 

Esta dicas para economizar na decoração foram criadas pela equipe Viva Decora.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

4 dicas para economizar no final do ano
Por Equipe Organizze
Natal: como caprichar na decoração e não gastar quase nada
Por Viva Decora
Viagem de fim de ano: 3 dicas para reduzir o valor do passeio
Por Equipe Organizze
Suas pequenas economias valem muito!
Por Equipe Organizze
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).