7 erros no planejamento financeiro que você deve corrigir já!

Escrito por:

A maioria das pessoas tem muitos sonhos a serem realizados. A compra de um imóvel, a troca do carro por um modelo mais novo, a realização de uma viagem para o exterior e até mesmo a conclusão de um curso são alguns dos exemplos mais comuns.

 

Infelizmente, nem todas as pessoas conseguem concretizá-los. A causa mais popular é a falta de dinheiro para isso. No entanto, por meio de um planejamento financeiro eficaz é possível conseguir realizar sonhos e melhorar o seu padrão de vida atual.

 

Especialistas dizem que quanto mais cedo se adotar essa prática, melhor será. Assim, você conseguirá poupar a quantia financeira necessária para conquistar seus objetivos. Entretanto, existem alguns tropeços que podem te atrapalhar neste processo.

 

Continue a leitura deste texto e veja 7 erros no planejamento financeiro que você deve corrigir já!

 

1 – Não saber o quanto ganha e o quanto gasta

 

O primeiro erro no planejamento financeiro é não saber exatamente o quanto você ganha e o quanto você gasta. É fundamental ter ciência do seu salário e dos demais ganhos para começar a planejar.

 

O planejamento também passa por suas despesas. Assim, é preciso que você saiba o quanto está gastando mensalmente e, mais importante ainda, onde está gastando seu dinheiro. A partir daí, será possível analisar todos os gastos, certificando sua real necessidade e eliminando os supérfluos.

 

2 – Esquecer de anotar os gastos

 

Para saber exatamente quanto e onde você está colocando seu dinheiro, será necessário que você anote todos os seus gastos. A melhor maneira de fazê-lo é utilizar softwares que permitem que você possa anotar as despesas em tempo real, evitando que você deixe essa tarefa para depois, como o Organizze.

 

É válido ressaltar que todos os gastos devem ser anotados, inclusive o pão de queijo antes do expediente e aquele cafezinho depois do almoço. Desta forma, você saberá para onde está indo o seu dinheiro e conseguirá identificar — e cortar — gastos extras desnecessários.

 

3 – Comprar por impulso

 

Outro erro muito comum das pessoas é realizar compras por impulso. Ao encontrarem promoções ou uma oferta de um produto que desejam muito, muitas pessoas não pensam duas vezes e realizam a compra.

 

Mas adquirir produtos por desejo ou status é um erro gravíssimo. O ideal é sempre avaliar a necessidade de se comprar tal item, lembrando dos objetivos e sonhos traçados.

 

Obviamente, não estamos dizendo que você não merece um presentinho de vez em quando. O que estamos querendo dizer é: se programe para gastar esta quantia, juntando dinheiro para realizar a compra e aumentando o seu poder de negociação.

 

Leia mais: 9 formas simples de evitar as compras por impulso

 

4 – Abusar do cartão de crédito

 

Um tipo de erro que está diretamente ligado a compras por impulso é a utilização errônea do cartão de crédito. O uso exagerado do cartão de crédito é extremamente prejudicial para o seu planejamento financeiro, pois, eventualmente, você pode gastar mais do que tem condição de pagar.

 

Como consequência, você terá de pagar pelos juros exorbitantes, que podem chegar a 395% ao ano, podendo inviabilizar a realização de seus sonhos. Uma dica que damos para evitar o uso excessivo do cartão de crédito e as compras por impulso é: “esqueça” o seu cartão em casa. Assim, você só poderá realizar compras à vista, evitando este tipo de problema.

 

5 – Não ter uma reserva de emergência

 

Apesar de o principal objetivo ser juntar dinheiro para realizar um sonho, é imprescindível ter uma reserva de emergência. Imprevistos acontecem e, para que eles não impeçam o seu sonho, é necessário ter uma reserva de dinheiro.

 

Esta atitude é um dos primeiros passos de um planejamento financeiro eficiente. Uma demissão, uma doença inesperada ou um acidente de carro são alguns exemplos de emergências que exigirão um gasto financeiro.

 

Neste sentido, a utilização de uma reserva de emergência será muito vantajosa, pois você conseguirá solucionar os problemas sem necessitar impactar no seu planejamento financeiro. Alguns especialistas dizem que o ideal é começar guardando 1% de sua renda, ampliando essa porcentagem à medida que o tempo for passando. Pense nisso!

 

6 – Não investir

 

Um erro no planejamento financeiro pior do que não ter uma reserva de emergência é não investir parte de seu dinheiro. Infelizmente, apenas 9% das pessoas conseguem investir seu dinheiro no final do mês.

 

Existem diversas opções de investimento vantajosas. Fundos DI, CDBs, peer-to-peer, títulos do Tesouro, debêntures e outras alternativas podem deixá-lo cada vez mais perto de conquistar seus objetivos.

 

A dica, em termos de investimento, é: procure por opções que lhe garantam uma rentabilidade real, ou seja, rendimentos acima da inflação. Partindo deste princípio, a caderneta de poupança não é considerada uma alternativa vantajosa.

 

Desta maneira, é interessante conhecer os principais investimentos disponíveis no mercado, escolhendo aqueles que mais se adequam ao seu perfil de investidor. Comece poupando 10% de sua renda e aumente este percentual, gradativamente.

 

7 – Não redefinir a estratégia mensalmente

 

Um planejamento financeiro efetivo é aquele que é realizado minuciosamente, considerando a sazonalidade do ano e a variabilidade de seus gastos. Certamente, você não gasta a mesma quantia todos os meses.

 

Apesar de haver algumas despesas fixas, como contas de água e luz, o seu valor não é constante. Além disso, durante o ano temos alguns gastos ligados à sazonalidade. Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia dos Namorados, Natal e o Carnaval são alguns exemplos de datas em que, inevitavelmente, aumentamos o nosso gasto.

 

Neste sentindo, é primordial que o planejamento financeiro seja redefinido mensalmente, garantindo a inclusão desses gastos e ajustando sempre as demais despesas. Desta forma, será possível que você consiga poupar uma quantia todos os meses, tornando os investimentos um costume, e não um sacrifício.

 

Como você pode ter percebido, um planejamento financeiro de qualidade é indispensável para que você consiga realizar os seus sonhos. Além disso, o planejamento financeiro te ajudará a fazer investimentos e ter uma reserva de emergência para imprevistos e acidentes.

 

E aí, o que achou dos erros no planejamento financeiro? É possível evitá-los?

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Cuidado com os gastos invisíveis
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Toda promoção vale a pena? Confira 4 passos para você não sair perdendo
Por Equipe Organizze
5 motivos para gerenciar seu dinheiro com um app de gestão financeira
Por Equipe Organizze
Como organizar as finanças do casal sem brigas
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).