Aplicativos de delivery: use com cuidado! Eles podem virar o vilão do seu planejamento financeiro

Escrito por:

Se você já deve ter percebido que nossa vida está cada vez mais digital. E, com o avanço da tecnologia, surgem também as inúmeras facilidades do cotidiano – como é o caso dos aplicativos de delivery.

 

Cada vez mais frequentes no dia a dia dos brasileiros, os aplicativos de delivery nasceram com o objetivo de facilitar e agilizar a rotina agitada da população – especialmente aquela que vive em grandes centros urbanos. Afinal, quem não conhece as facilidades do Uber, 99, Rappi, Ifood e tantos outros, não é mesmo?

 

O uso destes aplicativos, no entanto, pode esconder um grande perigo. Isso porque usá-los desenfreadamente pode atrapalhar suas finanças pessoais.

 

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura para entender por que os aplicativos de delivery podem se transformar no vilão do seu planejamento financeiro e descobrir como não cair nesta cilada!

 

O universo do delivery

 

O crescimento dos serviços de delivery no país é notório nos últimos anos. E são muitos os segmentos impactados por esta tendência.

 

Hoje, por exemplo, é possível pedir refeições, fazer compras em supermercados, receber ou enviar documentos. Tudo a partir dos aplicativos de delivery. A oferta de serviços de refeições, no entanto, ainda chama atenção.

 

São muitos os apps para pedir comida disponíveis para o usuário brasileiro. Em cada um deles, uma infinidade de opções de refeições – desde as mais simples até as mais elaboradas.

 

Com tantas opções, fica difícil escolher apenas uma entrega. Ou utilizar o app apenas uma única vez.

 

O uso dos aplicativos de delivery no dia a dia

 

A facilidade de pedir comida e fazer todas as refeições diárias a partir de um serviço de entrega delivery acaba sendo tentador para a maioria das pessoas. Principalmente em cidades nas quais as pessoas parecem correr contra o tempo – e onde costumam sempre estar atrasadas.

 

De acordo com uma pesquisa do Instituto Foodservice Brasil, realizada no mês de setembro de 2019, o delivery no país aumentou 23% entre 2017 e 2018. E, até o final de 2018, quase a metade do tráfego em restaurantes era composto por pessoas que faziam o pedido para viagem (ou via delivery).

 

É inegável que os aplicativos de delivery chegam para resolver boa parte das dores destes usuários apressados – e que buscam facilidade. Afinal, não seria uma maravilha não ter que perder tempo na cozinha para preparar o café da manhã, almoço ou janta?

 

É isso o que os aplicativos de delivery entregam: facilidade. Além disso, a gigantesca oferta de tipos e modalidades de alimentos para consumo atendem até os paladares mais exigentes – e se soma às inúmeras vantagens destes apps.

 

Sinal amarelo: atenção aos custos

 

O problema do uso do app de delivery, no entanto, está relacionado à frequência de utilização pelo usuário. E é neste ponto que se faz necessária uma boa dose de atenção.

 

A facilidade do uso dos aplicativos de delivery no celular pode facilmente fazer muita gente perder a noção dos gastos. Ainda mais quando as compras via delivery têm um preço reduzido – o que nos dá uma falsa sensação de que o gasto não impactará, na prática, no orçamento financeiro.

 

Esta sensação, no entanto, é uma grande ilusão. Imagine, por exemplo, que você tenha o hábito de utilizar apps para pedir comida todos os dias no almoço. E, muitas vezes, também no jantar.

 

Suponha que seu gasto médio por pedido seja de R$ 15,00. Um valor bastante acessível, não é mesmo? Mas você já parou para fazer contas?

 

Um custo de R$ 15,00 por dia em app de delivery lhe resultará em uma conta de R$ 450,00 no final do mês! E, se você também optar pela janta via delivery, utilizando uma média de R$ 15,00 por refeição, esta conta dobra para R$ 900,00!

 

Isso sem contar que, em algum momento, certamente você optará por comprar um prato mais especial – e um pouco mais caro, como uma pizza, uma refeição para dois ou para oferecer aos amigos, etc.

 

Este é exatamente o problema daqueles que utilizam o app – e que pode levar estes aplicativos a se tornarem o vilão do planejamento financeiro: a falta de controle financeiro.

 

Como não cair em armadilhas?

 

Para evitar cair em armadilhas na hora de utilizar os serviços de delivery a partir do seu celular ou computador é preciso, em primeiro lugar, ter controle sobre o seu dinheiro!

 

Uma pessoa que não sabe onde gasta o dinheiro que recebe está destinada a sofrer com o descontrole financeiro – correndo sérios riscos, inclusive, de se endividar. E, quando o assunto são pequenos gastos, as chances de endividamento aumentam muito!

 

Afinal, a sensação de que está gastando um valor irrisório em relação ao seu orçamento pode levar você a acumular gastos e chegar ao final do mês com uma imensa dívida de cartão de crédito para pagar!

 

Portanto, se você deseja continuar consumindo os serviços dos aplicativos – sejam eles de delivery, transporte, entre outros – e não tem a pretensão de comprometer as suas finanças mensais, é imprescindível começar a manter uma organização e planejamento financeiros.

 

Uma dica é estabelecer limites de gastos para compras via app. Estabeleça, por exemplo, um valor fixo para gastos com alimentação via aplicativos de delivery e mantenha-se sempre dentro desta meta.

 

Para facilitar este processo, vale a pena utilizar aplicativos de controle pessoal, como o Organizze. No app, você consegue controlar seus gastos, estabelecer metas e identificar para onde está indo o seu dinheiro.

 

Procure seguir esta estratégia com todos os custos e gastos que você tiver ao longo do mês e organize suas finanças de modo que o dinheiro sobre – e não falte – ao final de cada mês. Assim, você conseguirá usufruir de todos os benefícios dos apps sem comprometer seu bolso!

 

E você, já perdeu o controle e teve problemas financeiros com o uso excessivo dos aplicativos de delivery e outros apps? Deixe seu comentário e compartilhe conosco suas experiências!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 livros que podem ajudar crianças a entender como lidar com dinheiro
Por Equipe Organizze
Tecnologia e planejamento financeiro pessoal: como os app’s podem te ajudar
Por Alphamar Investimentos
Dicas para evitar se endividar no final do ano
Por Equipe Organizze
Casamento e dinheiro: os 3 erros financeiros que balançam a relação
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).