Cheque, dinheiro ou cartão: você está escolhendo a melhor forma de pagamento?

Escrito por:

Qual é a forma de pagamento? A pergunta não é filosófica, mas certamente poderíamos refletir um pouco mais sobre ela. Escolher a melhor maneira na hora de comprar também é uma boa maneira para organizar as finanças pessoais. Em algum momento, você já deve ter parado para avaliar qual situação seria mais favorável. Afinal de contas, dependendo da operação feita ou dos descontos oferecidos, são inúmeras as vantagens de escolher dentre uma e outra opção.

 

Cartão de crédito, cartão de débito, cheque ou dinheiro? Destrinchamos as formas de pagamento mais usadas atualmente para que os nossos leitores possam avaliar as vantagens e desvantagens de cada uma delas. Confira a seguir:

 

Pagamento em dinheiro

 

Se considerarmos todas as compras que fazemos no nosso cotidiano, principalmente as pequenas aquisições, o dinheiro certamente terá lugar de destaque. Não é à toa que sempre temos uma pequena quantia em espécie na carteira. Mas, com as diversas outras opções disponíveis atualmente, será mesmo esta a maneira mais indicada para se fazer uma compra?

 

Vantagens

 

O pagamento feito em dinheiro é uma opção que ainda preserva inúmeras vantagens. A principal delas é o fato de essa forma de pagamento ser a mais conveniente na hora de realizarmos pequenas compras, já que a maioria dos estabelecimentos comerciais não aceita cartões ou cheques nesses casos.

 

O dinheiro também pode ser muito útil para negociarmos valores no comércio. Grande parte dos lojistas ainda prefere garantir a liquidez do caixa a esperar aprovações de bancos ou operadoras de cartão de crédito.

 

Desvantagens

 

A pior desvantagem nas transações feitas em dinheiro está no fato de que, além de o pagamento ser a vista, a questão da segurança certamente deve ser levada em consideração. Se você pretende comprar um eletroeletrônico, por exemplo, terá que carregar valores acima de R$ 1.000,00 na carteira. Se perder, for furtado ou até mesmo assaltado, você terá um grande prejuízo financeiro.

 

Além disso, muitas lojas virtuais não aceitam o pagamento via boleto bancário nas compras, e isso pode significar a perda de promoções ou ofertas valiosas no e-commerce.

 

Pagamento em cheque

 

Está é a forma de pagamento que mais está caindo em desuso atualmente. Dados do Banco Central apontam que em 2013 foram realizadas 1,304 bilhões de transações com cheque – uma queda de 9,3% em relação a 2012. Isso não quer dizer, no entanto, que essa modalidade não tenha as suas vantagens ou que está totalmente obsoleta.

 

Vantagens

 

Essa pode ser uma boa maneira para parcelar suas compras, se o objetivo for movimentar apenas o dinheiro da conta corrente. Ao contrário do cartão de débito, que não permite o parcelamento, o cheque possibilita que você fique livre do crédito, já que você tem a opção dos pré-datados. Além disso, muitos comerciantes ainda não possuem as máquinas de cartão, o que torna essa alternativa ainda mais válida.

 

Desvantagens

 

Da mesma forma como muitos estabelecimentos comerciais ainda não possuem máquinas para aceitar compras feitas no cartão, muitos deles também não recebem mais o cheque como forma de pagamento. Isso porque, além de esta modalidade estar caindo em desuso, a segurança das outras opções é muito maior. Ainda, da mesma forma que o dinheiro, seu uso não é possível nas compras feitas online.

 

Pagamento em cartão de crédito

 

É a forma de pagamento ideal para aqueles que têm autocontrole. O cartão de crédito é uma opção que está sendo cada vez mais utilizada pelos brasileiros, principalmente por causa da internet. Segundo o Banco Central, em 2013 as operações realizadas no cartão de crédito cresceram 11,69% em comparação com 2012. Quais seriam as vantagens e desvantagens dessa modalidade?

 

Vantagens

 

Sem dúvidas, a principal vantagem do cartão de crédito é o parcelamento que, na maioria dos casos, é feito sem juros. Com isso, você viabiliza a compra de algum bem que sempre almejou, bastando que você se organize financeiramente para pagá-lo. Ou seja, é uma opção para aumentar o seu poder de compra.

 

Além disso, não podemos ignorar o fato de que é uma alternativa que traz inúmeras conveniências, como a facilidade para carregá-lo na carteira e a segurança, já que, se roubado, você pode facilmente bloqueá-lo junto à sua instituição financeira. Além disso, é a modalidade mais aceita nas compras feitas pela internet.

 

Desvantagens

 

Como dito anteriormente, essa opção é uma das mais válidas, mas é necessário ter autocontrole para não cair nos juros. Pesquisa feita pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade, afirma que os juros do cartão de crédito estão em 5,96% – um dos mais caros do mercado. Se não tomar cuidado, a situação pode sair facilmente do controle.

 

Além disso, não podemos ignorar também a ação de hackers e pessoas mal-intencionadas. Segundo a ACI Worldwide, empresa especializada no combate à fraudes bancárias, cerca de 30% dos brasileiros já foram vítimas de roubo de dados em cartões de crédito.

 

Pagamento em cartão de débito

 

Sem dúvida uma solução prática e rápida para pagar suas compras: ele consegue combinar as vantagens comerciais do dinheiro e as facilidades do cartão de crédito. Atualmente, o cartão de débito é a forma de pagamento que mais cresce no Brasil, segundo o Banco Central. Em 2013, o número de transações feitas aumentou 18,89% em relação a 2012. Vamos conferir suas vantagens e desvantagens.

 

Vantagens

 

Assim como o dinheiro, o cartão de débito é ideal para conseguir os descontos à vista. A grande maioria das empresas oferece descontos que podem chegar a até 30% se o pagamento não for parcelado. Isso significa que se você tem dinheiro disponível, é uma ótima maneira para economizar nas suas compras.

 

Além disso, você também pode contar com as facilidades presentes no cartão de crédito, já que ele é mais prático, seguro e também é muito aceito nas compras feitas pela internet.

 

Desvantagens

 

A principal desvantagem do cartão de débito é o fato de que não podemos parcelar a compra. Além disso, se você não tiver um bom controle financeiro, pode ser que caia na tentação de usar o cheque especial, que possui as maiores taxas do mercado – 7,95% ao mês, segundo o Procon (SP).

 

Assim como o cartão de crédito, o risco de roubo de dados também é real, e muitos estabelecimentos ainda não aceitam essa forma de pagamento por não possuírem as máquinas destinadas para esse tipo de operação.

 

Qual a melhor opção de pagamento?

 

Em resumo, o mais importante é que você tome cuidado para não acabar pagando mais quando for realizar suas compras. Isso não quer dizer, no entanto, que os pagamentos a vista e com desconto sejam os mais recomendados.

 

Muitas vezes não possuímos a quantia necessária para pagarmos os bens desejados de uma só vez e, se nos descuidarmos, podemos acabar contraindo dívidas com juros ainda maiores, que deverão ser considerados como parte do valor de aquisição do bem.

Por isso, avalie sempre a melhor opção para o seu bolso e lembre-se de que você pode contar com o Organizze para lhe ajudar a lidar com as finanças pessoais! Acesse o nosso site e confira nossos serviços!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

5 ótimos motivos para não emprestar o cartão de crédito
Por Equipe Organizze
5 dicas para evitar gastos de saúde inesperados
Por Equipe Organizze
Black Friday: o que você precisa saber para aproveitar essa data
Por Equipe Organizze
Como organizar uma festa dentro do seu orçamento familiar
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).