Como cuidar bem do seu bolso: conheça alguns passos!

Escrito por: - Publicado em: 29/06/2021

Atualmente, uma das maiores preocupações das pessoas é cuidar do bolso. A saúde financeira tem se tornado cada vez mais uma das referências para que qualquer um possa ter uma vida sem preocupações e estresse.

 

O público brasileiro tem o costume de cuidar de seus recursos financeiros pessoais, visto que não há um incentivo na infância ou adolescência, como aulas ou algum tipo de institucionalização da saúde financeira.

 

Isso faz com que os indivíduos não tenham o conhecimento necessário para conseguir aproveitar melhor qualquer situação, seja para quitar despesas pessoais ou comprar um computador novo

 

Por isso, é importante pensar nos métodos de cuidar de seu dinheiro e como é possível se precaver.

 

Em uma análise mais rápida, a saúde financeira não é muito diferente da saúde física. O dinheiro, inclusive, acaba acarretando em diversos problemas que podem ter impacto direto em seu corpo, como por exemplo:

 

→ Estresse;

→ Ansiedade;

→ Depressão;

→ Desgaste emocional.

 

Todas estas doenças podem ser resultado direto da falta de controle sobre as finanças, que se tornam bastante prejudiciais e dificultam a situação de controle de seu dinheiro.

 

Por esse motivo, algumas pessoas têm procurado por fora estudos e pesquisas nessa área. Logo, alugar uma sala comercial para organizar sua estrutura financeira pode ser um bom investimento.

 

Nesse aspecto, o controle financeiro acaba sendo uma excelente maneira de melhorar sua vida, planejar o futuro e conquistar sonhos e objetivos. Portanto, é fundamental se organizar para melhorar suas finanças.

 

1 – Ter organização é fundamental

 

O principal ponto para ter uma boa vida financeira é a organização. Através dela, você terá muito mais controle sobre seus gastos e seus recebimentos, identificando onde está o cerne do problema em sua vida financeira.

 

Assim, até itens que você precisa comprar há um tempo, como um anel de noivado, podem entrar em seu orçamento sem nenhum tipo de problema.

 

Além disso, se tiver dívidas ou parcelas de alguma compra para quitar, uma boa organização permite que você dê prioridade para aquilo que é essencial, permitindo que você não fique no vermelho no final do mês.

 

2 – Se possível, antecipe despesas

 

Alguns gastos costumam ser comuns e frequentes, como impostos, água, luz, aluguel, entre outros. Quando você se antecipa a esse tipo de gasto, consegue ter um controle maior sobre suas finanças, uma vez que já saberá aproximadamente seus gastos.

 

Assim, quando receber seu salário, conseguirá separar para os gastos básicos e ter uma ideia mais estruturada do quanto você terá livre para investimentos, lazer e outros recursos. Além disso, o valor que sobra pode começar a virar um fundo de emergência.

 

Ter um dinheiro reservado é sempre um bom sinal de saúde financeira, uma vez que estamos propensos a passar por situações imprevisíveis, e ter um capital para lidar com esse tipo de situação é fundamental.

 

3 – Fuja das dívidas

 

Sempre haverá em sua conta bancária oportunidades de crédito. Seja através de empréstimos, cartões ou cheque especial, a proposta é bem simples. Você possui um limite de dinheiro além das economias que tem para utilizar.

 

Entretanto, esses artifícios, normalmente, acabam recaindo como uma armadilha. Os juros desse tipo de contratação costumam ser altos, e não é incomum encontrar pessoas presas em uma bola de neve por conta dessas dívidas.

 

O ideal é você se estruturar para acabar com qualquer conta que o esteja prendendo a uma instituição bancária, para que consiga ter um respiro maior com relação a suas finanças.

 

4 – Estabeleça um controle de gastos

 

Muitas vezes, por não termos um controle financeiro maior, acabamos gastando muito com elementos supérfluos e itens que nem mesmo usamos ou precisamos, e essas contas vão se acumulando.

 

Para manter a aula de inglês de seu filho, por exemplo, que é um elemento importante, talvez seja hora de cortar algum serviço de assinatura que você nem mesmo acompanha.

 

Aos poucos, os valores de gastos desnecessários acabam sendo prejudiciais para sua saúde financeira, uma vez que tomam boa parte dela. Por isso, é fundamental anotar todos os gastos de cada mês.

 

Identifique o que realmente é necessário ou interessante, e corte aquilo que só está fazendo você gastar mais dinheiro.

 

Considerações finais

 

O mundo hoje precisa de muito cuidado e atenção para que seja possível aproveitar as benesses de ter uma tranquilidade financeira. Quanto mais você se atentar a esses elementos, menor será a chance de ter dor de cabeça com isso.

 

Por esse motivo, estudar e cuidar do seu bolso é fundamental, mesmo que você tenha que começar por conta própria.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Porque ainda é necessário comparar taxas de juros?
Por Equipe Organizze
O poder das escolhas financeiras no tempo
Por Meu Patrimônio
4 dicas para criar um fundo de emergência
Por Equipe Organizze
Quais são as garantias comuns em empréstimos pessoais?
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).