Como se planejar para se aposentar mais cedo?

Escrito por:

A aposentadoria é um tema que gera ansiedade e medo em muitos brasileiros. As incertezas quanto ao futuro da Previdência Social – que evoluíram muito nos últimos tempos – só aumentam o receio da população de não ter uma aposentadoria tranquila no futuro.

 

Mas você sabia que é possível se planejar para se aposentar mais cedo e ter uma boa aposentadoria sem depender do INSS para isso? No artigo de hoje você irá descobrir como realizar corretamente o planejamento da sua aposentadoria e quais passos seguir para garantir um amanhã financeiramente equilibrado e mais sossegado.

 

Vamos lá?

 

O caos na Previdência Social

 

Para começar a falar sobre aposentadoria é fundamental entender um pouco mais sobre a atual situação da Previdência Social. Você já deve ter ouvido falar sobre a Reforma da Previdência, não é mesmo?

 

Em linhas gerais, trata-se de um projeto que tem como objetivo realizar uma série de alterações para equilibrar as contas da Previdência Social. Estas alterações afetariam uma grande parte dos trabalhadores ativos – principalmente os mais jovens.

 

Entre as mudanças que estão previstas no projeto é a elevação da idade para aposentadoria, tanto para homens quanto para mulheres, e o aumento do tempo de contribuição. Todas as demais alterações também seguem esta mesma linha, sempre reduzindo – de alguma forma – os benefícios que hoje são oferecidos para quem deseja se aposentar.

 

Por isso, deixar a aposentadoria somente nas mãos do governo é uma prática cada vez mais arriscada. E quais seriam as demais alternativas para ter uma aposentadoria mais tranquila?

 

Continue a leitura e conheça algumas das opções disponíveis para ajudar você a garantir um futuro muito mais promissor no âmbito das finanças.

 

Atenção à Previdência Privada

 

A Previdência Privada costuma ser uma das principais alternativas dos trabalhadores brasileiros à Previdência Social, com a finalidade de garantir uma aposentadoria melhor. Porém, o que muita gente não sabe é que os planos de Previdência Privada, geralmente, não são as melhores opções disponíveis ao trabalhador.

 

Isso ocorre porque a Previdência Privada possui altas taxas e uma baixa rentabilidade. No longo prazo, estas taxas elevadas e uma rentabilidade pequena podem fazer muito mal ao seu bolso e à sua aposentadoria, resultando em perda de altas somas de dinheiro!

 

Para quem não abre mão da Previdência Privada, esta opção pode servir muito bem como um complemento de renda. O importante é sempre somar à Previdência Privada outros produtos de investimento, que podem lhe trazer aquela serena e rentável aposentadoria com a qual você sempre sonhou.

 

De olho nos investimentos

 

Quem pensa em conquistar uma aposentadoria mais tranquila no campo das finanças não pode deixar de levar em consideração os investimentos. Seja em renda fixa ou em renda variável, é imprescindível ficar atento às oportunidades de alocação de recursos que, no médio e longo prazo, farão seu dinheiro render e garantirão uma aposentadoria muito melhor do que você poderia imaginar.

 

E engana-se quem acredita que é preciso entender muito sobre investimentos para realizar aportes frequentes e aproveitar os juros compostos para fazer seu dinheiro se multiplicar ao longo do tempo. Atualmente existem diversas opções de investimentos que estão disponíveis a qualquer um que deseje investir.

 

Saiba mais sobre algumas delas:

 

→ Caderneta de Poupança

 

A caderneta de poupança é uma destas opções. Este produto de investimento, porém, não é aconselhável para quem deseja obter bons rendimentos e construir uma reserva financeira para garantir a aposentadoria.

 

Apesar de ser um investimento bastante conhecido entre os brasileiros, a poupança costuma ter rentabilidade baixa, dificultando a acumulação financeira. Mas não é preciso se preocupar: existem uma série de investimentos disponíveis no mercado tão seguros quanto a caderneta de poupança, e que oferecem um rendimento muito melhor – uma diferença que pode ser fundamental para conquistar uma aposentadoria tranquila.

 

→ Tesouro Direto

 

O programa Tesouro Direto tem conquistado cada vez mais investidores nos últimos anos. Isso porque esta modalidade de investimento, que permite a negociação de títulos públicos, permite ao investidor realizar aplicações programadas todos os meses – assim como a Previdência Privada, oferecendo tranquilidade e a oportunidade de um planejamento de aportes frequentes para a aposentadoria, além de uma rentabilidade superior à da poupança.

 

Além disso, o Tesouro Direto possui opções de títulos indexados a índices como o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação. Desta forma, o rendimento do seu título acaba ficando protegido da inflação ao longo do período do investimento, mantendo seu poder de compra ao longo dos anos.

 

Não possui um capital muito alto para aportes? Não tem problema! O Tesouro Direto permite investimentos iniciais a partir de R$ 30,00 – o que pode ser muito útil para quem deseja começar a pensar na aposentadoria desde cedo, mas não possui capital alto para investimento.

 

Lembre-se que quanto mais cedo você começar a investir, melhores são as chances de ter uma situação financeira estável ao se aposentar.

 

Além da poupança e do Tesouro Direto, existem diversos outros produtos para investimentos – desde os mais conservadores, como o Certificado de Depósito Bancário (CDB), até os mais arrojados, como o investimento no mercado de ações. É importante conhecer as opções disponíveis e montar uma carteira de investimentos que atendam às suas necessidades, aos seus objetivos e ao seu perfil de investimento.

 

→ Planejando a aposentadoria

 

Como você já sabe, quanto mais cedo você começar a planejar sua aposentadoria – que, com planejamento e os investimentos corretos, pode ocorrer bem antes do que o prazo previsto pela Previdência Social, melhor são as chances de ter um futuro mais confortável. Para que este plano funcione, no entanto, é preciso dedicação e organização.

 

Para começar a planejar a aposentadoria é preciso, em primeiro lugar, refletir sobre suas metas e objetivos. Afinal de contas, com qual idade você pretende se aposentar? Qual valor mensal lhe garantirá uma aposentadoria tranquila?

 

Estas respostas precisam ser respondidas no momento do planejamento da aposentadoria. Definidas estas questões é necessário realizar alguns cálculos para identificar quanto você deve investir por mês para conseguir atingir seus objetivos de idade e rendimento mensal para se aposentar.

 

Feito estes cálculos, é chegada a hora de dar início aos aportes. Se você não pode contribuir com grandes somas de dinheiro mensais, comece investindo um pouco por mês. Quanto mais cedo você iniciar estes aportes, mais os juros compostos trabalharão a seu favor ao longo do tempo e, consequentemente, melhores serão seus rendimentos no futuro.

 

Não se esqueça que, além da organização, é fundamental manter a disciplina para atingir seus objetivos. Crie o hábito de realizar aplicações regulares que, no longo prazo, se transformarão em uma soma de dinheiro suficiente para lhe garantir uma aposentadoria mais equilibrada e financeiramente confortável!

 

E você, tem pensado em se aposentar mais cedo? Já parou para planejar sua aposentadoria? Deixe seu comentário aqui no post!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Game gratuito ensina criança e adolescente a lidar melhor com o dinheiro
Por Equipe Organizze
Aumente sua renda sendo freelancer
Por Equipe Organizze
Ainda é possível ganhar dinheiro com blogs?
Por Equipe Organizze
Comece a planejar seu final de ano hoje e evite dívidas
Por Equipe Organizze
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).