Como viver de renda: 6 passos para planejar seu futuro

Escrito por:

Um sonho comum de qualquer brasileiro é um dia poder viver de renda. E, para isso, surgem várias hipóteses que chamam atenção para alguns investimentos. É possível viver de dividendos? Viver do aluguel de um apartamento? Qual é o melhor caminho ou o melhor investimento?

 

O que muitas pessoas não sabem, ou não levam em consideração, é que viver de renda exige um planejamento financeiro adequado e muita persistência. E, antes de escolher um investimento, é preciso seguir alguns passos simples que vão ajudá-lo a planejar seu futuro para, de fato, viver de renda.

 

1. Balanço financeiro

 

O primeiro passo é fazer um balanço da sua vida financeira. Isso quer dizer conhecer a real situação do seu dinheiro:

 

→ Conhecer a sua renda.

→ Conhecer os seus gastos.

→ Avaliar possíveis dívidas e contas em atraso.

→ Identificar gastos que podem ser reduzidos.

→ Descobrir quanto é possível economizar.

 

Fazer este balanço é mais fácil do que parece. Com o próprio aplicativo do Organizze, você organiza todas as suas contas e consegue ver, claramente, onde é possível cortar gastos e economizar.

 

2. Pagar dívidas

 

Agora que você já sabe qual é a sua situação financeira, o segundo passo é natural: pagar qualquer dívida ou conta em atraso.

 

Para criar um planejamento financeiro com um objetivo como viver de renda, é preciso, primeiramente, ter todas as contas em dia. Por isso, avalie todas as suas dívidas e contas em atraso, veja quais você consegue quitar de imediato, e como você pode negociar as dívidas restantes para quitá-las.

 

Lembre-se: dívidas geram juros. E juros são novas despesas que estão mensalmente corroendo o seu dinheiro.

 

3. Planejamento financeiro

 

Você não possui dívidas ou já quitou todas? Ótimo! Agora podemos passar para o terceiro passo para viver de renda: criar um planejamento financeiro.

 

É simples! Você já sabe quanto ganha e quanto gasta. Já sabe onde é possível economizar. Agora, qual é o máximo de dinheiro que você consegue poupar por mês?

 

É importante você avaliar as suas possibilidades e criar uma meta. Pois a meta é o que irá garantir que você seguirá o planejamento rumo ao seu objetivo: viver de renda. Então, pense em números:

 

→ Quanto você irá poupar por mês?

→ Quanto você pretende ter até o fim do ano?

→ Qual é o lucro que você precisa para ser independente financeiramente?

→ Quanto você precisa investir para obter esse lucro?

→ Quanto tempo você precisa para poupar esta quantia?

 

Tenha em mente que parte deste planejamento vai depender muito dos investimentos escolhidos. Mas, antes de qualquer coisa, é preciso definir o valor máximo que você consegue poupar como meta e o tempo em que você atingirá uma quantia razoável para fazer seus investimentos.

 

Quanto mais você poupar, mais você consegue investir, e mais rápido você consegue atingir seu objetivo.

 

4. Poupar

 

No passo anterior, você já criou o planejamento de como fazer isso. Agora, basta executar. E, nessa hora, é importante entender que poupar é diferente de economizar. Não basta apenas tentar economizar e cortar gastos.

 

Para poupar, é essencial guardar uma parte do que você ganha mensalmente, seja em uma poupança ou em um conta que rende junto com o CDI.

 

Mas esse precisa ser um compromisso mensal, assim como sua conta de luz ou o cartão de crédito. Ao mesmo tempo que você recebe o seu salário e paga as suas contas, você já separa o valor estipulado como meta, evitando a tentação de gastar esse dinheiro ao longo do mês.

 

5. Investir

 

Aqui está um dos pontos principais no planejamento do seu futuro para viver de renda. Sem investir o dinheiro poupado, é impossível alcançar esse sonho, a menos que você ganhe na loteria.

 

Então é hora de tirar o dinheiro da sua poupança e aplicá-lo em um bom investimento. Lembrando que a poupança não é investimento. Você precisa buscar opções que possam fazer o seu dinheiro render e aumentar o seu patrimônio.

 

Algumas opções muito procuradas por quem busca viver de renda são os investimentos que pagam juros periódicos, como:

 

→ Ações de empresas que pagam dividendos.

→ Fundos imobiliários.

→ Títulos do Tesouro Direto.

 

6. Reinvestir os lucros

 

O último passo dentro do seu planejamento também é importantíssimo. Lembre-se que o seu objetivo é viver de renda no futuro, e, para isso, você precisa aumentar o seu patrimônio e fazer investimentos maiores.

 

Por isso, até atingir lucros que cubram os seus gastos mensais, você precisa aproveitar seus lucros para reinvesti-los, aumentando o valor do seu investimento e, consequentemente, o valor do lucro que você receberá ao longo do tempo.

 

Com esses 6 passos você está pronto para construir o seu planejamento para o futuro e viver de renda. Basta executá-lo com disciplina e persistência e escolher boas opções de investimento dentro do seu perfil e objetivo.

 

*Ana Cláudia Inez é graduada em Relações Públicas e mestre em Processos Comunicacionais. Também é integrante da equipe de comunicação da Toro Investimentos – uma das maiores fintechs de investimento do mundo.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Reserva de emergência: a sua rede de proteção para imprevistos
Por Alphamar Investimentos
Bolsa de Valores: o que significa quando a bolsa está caindo ou subindo?
Por Ana Cláudia Inez
Investimento em opções binárias é para quem quer crescimento a curto prazo
Por Equipe Organizze
Você gasta mais do que ganha? Então saiba como equilibrar suas contas
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).