Comprar pela internet é realmente mais barato?

Escrito por:

Na antiguidade, o comércio era encarado como uma verdadeira aventura épica. Animais eram preparados para transportar as mercadorias, soldados e mercenários eram contratados para fazer a escolta dos mercantes, além de serem necessários os mais variados recursos para enfrentar viagens que poderiam durar semanas ou até meses, dependendo do destino.

 

Na Grécia Antiga, verdadeiras homenagens ao deus Hermes eram feitas para garantir a prosperidade dos comerciantes. Hoje, toda essa jornada pode ser reduzida a apenas um clique, em qualquer lugar que você esteja.

 

Comprar pela internet se torna uma prática cada vez mais comum entre as pessoas, que buscam o conforto oferecido pela tecnologia. De acordo com dados da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o e-commerce espera faturar R$ 59,9 bilhões em 2017, 12% a mais em relação a 2016.

 

O comércio virtual realmente facilita muito a rotina das pessoas, principalmente para aquelas que gostam de pesquisar bem os preços antes de efetuarem suas compras. Num curto espaço de tempo, o usuário é capaz de visitar dezenas de lojas online, avaliando os melhores preços, as formas de pagamento e condições de entrega do produto. Entretanto, será mesmo esta a melhor opção para os consumidores?

 

Preparamos esse artigo para falar um pouco mais sobre as vantagens e desvantagens dessa forma de fazer compras.

 

Em busca do preço ideal: quando a compra online vale a pena?

 

Quem gosta de economizar e fazer o melhor negócio definitivamente vai se satisfazer com as compras online. Segundo o Zoom, 78% dos consumidores afirmam encontrar o melhor preço pela internet. Por não terem gastos com funcionários, aluguel de um espaço físico e até conta de luz, as lojas virtuais conseguem oferecer as melhores condições do mercado na maioria dos produtos.

 

A discrepância de valores de eletrodomésticos, produtos de informática e eletroeletrônicos é ainda mais evidente, até mesmo nas empresas que possuem loja física e loja virtual. Um computador, por exemplo, pode variar até 46% do seu preço entre as duas opções, segundo o estudo.

 

É importante destacar, entretanto, que nem sempre as lojas virtuais irão oferecer o melhor negócio. Existem muitas feiras e exposições, como as grandes liquidações das lojas de roupas, que realizam descontos inimagináveis até para as plataformas online, com o objetivo de queimar estoques e conquistar novos clientes. É sempre importante fazer uma pesquisa para verificar se algum desses eventos vai ocorrer na sua cidade e aproveitar.

 

Nem tudo é perfeito: comprar na internet também tem seus problemas

 

Apesar das vantagens competitivas nos preços oferecidos pela internet, é bom sempre estar atento a alguns contratempos que você pode ter ao adquirir produtos desta forma. O primeiro deles é o risco de atrasos. Não há nada pior do que efetuar uma compra e não ter o produto na data combinada. Além da ansiedade, pode ser que o consumidor esteja contando com a entrega no prazo, o que certamente trará descontentamentos e, em alguns casos, até brigas judiciais. Se precisar do produto com urgência, o mais recomendado ainda é comprá-lo em uma loja física.

 

A clonagem de cartões também é um risco real. Segundo pesquisa realizada pela ACI Worldwide, empresa especializada no combate a fraudes bancárias, 33% dos brasileiros já foram vítimas de fraudes em cartões de crédito e débito. A internet é um dos principais meios de atuação de hackers e pessoas mal-intencionadas. Por isso, é importante ficar atento à credibilidade dos sites visitados e, principalmente, utilizar uma boa ferramenta antivírus.

 

Por fim, outro problema muito grande é a dificuldade de identificar as reais características dos produtos. Não são raros os casos de devolução, como quando há uma incompatibilidade do que foi descrito com o que foi entregue, ou, no caso de lojas de roupas e sapatos, os itens não vestirem e não calçarem como imaginávamos. Nesse processo, o usuário pode perder bastante tempo até finalmente conseguir o que queria.

 

Na loja física, por outro lado, você terá como experimentar o produto e verificar se ele realmente atende às suas necessidades.

 

Pondere os seus interesses: defina como comprar

 

Não há resposta certa quando o assunto é fazer compras. O mais importante é ponderar interesses, comparar preços e condições de entrega. Se você ainda se sente desconfortável ao adquirir produtos pela internet, não se acomode, pois ainda poderá usar seu poder de persuasão para tentar conseguir as melhores condições. A boa e velha pechincha ainda é uma prática recomendada até pelos melhores especialistas.

 

Por outro lado, se quiser conforto e comodidade, seja bem-vindo ao mundo da internet. A tecnologia definitivamente veio para diminuir distâncias e garantir mais agilidade nas relações humanas, inclusive na área de comércio.

 

E você? Como prefere realizar suas compras? Conta pra gente nos comentários!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

4 maiores mitos sobre finanças pessoais
Por Equipe Organizze
6 coisas que nos fazem gastar mais no verão
Por Equipe Organizze
Como fazer seu dinheiro render até o fim do mês
Por Fran Guarnieri
Brechós online: você já experimentou um deles?
Por Equipe Organizze
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).