Descontrole financeiro: 7 dicas importantes para evitá-lo

Escrito por:

De repente o salário já não paga as despesas regulares do mês, sua saúde fica debilitada e a insônia aparece, seguida por grande sensação de desespero. Esses são alguns sinais do descontrole financeiro que, como é possível perceber, não ficam restritos ao bolso, mas também atingem a saúde do indivíduo.

 

Apesar de o brasileiro não ser reconhecido pela sua capacidade de lidar com o dinheiro, mudar essa realidade é possível. O descontrole financeiro pode ser evitado com algumas ações que impactam o dia a dia das pessoas.

 

Não gastar mais do que ganha, evitar cair no cheque especial, anotar os gastos diários e ser racional na hora de consumir são alguns passos importantes. Confira abaixo 7 dicas que vão te ajudar a sair do descontrole financeiro!

 

1. Reconheça o seu descontrole financeiro

 

Só quem assume que sua vida financeira está descontrolada consegue organizá-la. Quem não encara essa situação como um fato, tende a postergar a própria recuperação.

 

Se você paga o mínimo do cartão de crédito há meses, está sem crédito e seu nome já foi negativado, atenção! Isso é descontrole financeiro. Muitos brasileiros passam pelo mesmo problema, por isso, não tenha vergonha de assumir a sua real situação.

 

Faça um diagnóstico realista da sua vida financeira. Se precisar, recorra a profissionais da área ou a softwares que vão te ajudar nesse diagnóstico. Aceite sua situação e prepare uma estratégia de combate e recuperação!

 

2. Faça um planejamento

 

Para sair do sufoco financeiro é necessário fazer um bom planejamento. Veja quais são seus gargalos financeiros hoje: cheque especial, cartão de crédito, financiamento habitacional atrasado, escola das crianças, etc. Planeje como vai estancar cada dívida, considerando que aquelas mais caras — como o cartão de crédito — deve ser sua prioridade.

 

Todo planejamento deve ter um objetivo, uma data certa para começar as ações e indicações de como elas serão desenvolvidas. Lembre-se de colocar metas objetivas e factíveis, por exemplo: negociar dívida na escola das crianças, cortar as compras com cartão de crédito ou retirar o limite do cheque especial da conta.

 

3. Faça adequações à nova realidade

 

Quem passa por um período de descontrole financeiro precisa se adequar às novas necessidades para sair dessa situação. Isso incluiu um consumo mais consciente, nova rotina que envolva redução de gastos e descoberta de novas formas de renda. Se você fez um planejamento financeiro, com certeza uma de suas metas deve ser a redução de gastos!

 

Você sempre começa reduzindo os gastos supérfluos. Corte o consumo de roupas e acessórios, veja quanta coisa você tem no armário, reduza os gastos com diversão, prefira filmes em casa ao cinema. Adquira novos hábitos na sua rotina e opte por levar comida para o trabalho no lugar de almoçar todos os dias em restaurante.

 

Faça essas pequenas adequações e veja o quanto você vai economizar no dia a dia. As ações podem ser por um período, mas depois que você perceber o resultado, se tornarão verdadeiros hábitos de vida.

 

4. Registre todos os seus gastos

 

Não tenha preguiça e nem medo de registrar seus gastos. Do lanche da esquina ao pagamento da parcela do carro. Tudo deve ser devidamente registrado em um bloco de notas, uma planilha ou em um aplicativo próprio.

 

O importante é não perder essas despesas de vista. Mesmo o pão de queijo que você come todo dia deve ser anotado. Se ele custa R$ 2, em uma semana você gastou R$ 10, em um mês R$ 40, ao final de um ano serão R$ 480 que poderiam ser poupados.

 

Essa é uma ação essencial para sair do descontrole financeiro. Ao ver quanto gasto desnecessário poderia ter sido evitado, você se mobiliza em prol de ações que vão te auxiliar em sua recuperação e reeducação financeira.

 

Vale também dar uma olhada em contratos de prestação de serviço que estão em vigência. Identifique serviços ou taxas ilegais ou que não façam sentido para você e corte. Reduza o plano de dados da sua internet e até corte a TV a cabo. A força-tarefa deve envolver várias frentes.

 

5. Negocie sempre

 

O país está em crise, as pessoas estão sem emprego e há muitos indivíduos em situação de descontrole financeiro. Em um contexto como esse, as empresas querem é receber para fazer a roda girar. Então, negocie sempre!

 

Está com contas de água atrasadas? Acione a prestadora do serviço e aproveite as campanhas de negociação; se a questão envolve a operadora de cartão de crédito, avalie se é melhor fazer um empréstimo para quitá-lo à vista.

 

Há algumas situações em que o empréstimo pode ser uma boa saída. Faça uma análise detalhada da situação e considere essa alternativa. Não existe ação proibida quando se quer resolver a situação financeira, mas existe a melhor opção para cada caso. Se você tentou negociar e não conseguiu, diga que vai aguardar uma condição melhor para resolver a pendência.

 

6. Trabalhe a sua cabeça

 

Viver uma situação de descontrole financeiro não é nada fácil, mas não precisa ficar desesperado e se isolar por isso. Há sempre formas de resolver a situação. Trabalhe a sua cabeça para não transformar esse período em um tempo de mau humor e desânimo.

 

Comemore cada pequena conquista: uma dívida encerrada, a recuperação do crédito, uma negociação conseguida. Aproveite para apreciar as atrações gratuitas que a sua cidade oferece. Visite museus, faça caminhadas em parques ecológicos, visite praças. Há muitas alternativas de diversão gratuitas, basta você estar aberto a elas.

 

7. Envolva a família na solução

 

Não faz sentido algum esconder da família o momento vivido. É muito importante que todos entendam e saibam a situação de descontrole financeiro vivida e se envolvam na solução. Essa pode ser uma oportunidade de começar a reeducar toda a família para as questões que envolvam as finanças.

 

É preciso deixar claro como cada um poderá contribuir: reduzindo o consumo de jogos, recebendo uma mesada menor ou suspendendo-a por um tempo e restringindo os passeios ao shopping. Mostrando as ações de cada um, todos se sentem responsáveis pela recuperação financeira e tomam consciência sobre o problema.

 

A saúde financeira é algo essencial na vida das pessoas. Saiba entender as lições que uma situação de descontrole financeiro pode apresentar. Viva a experiência e mude sua vida para nunca mais passar aperto!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Game gratuito ensina criança e adolescente a lidar melhor com o dinheiro
Por Equipe Organizze
Aumente sua renda sendo freelancer
Por Equipe Organizze
Ainda é possível ganhar dinheiro com blogs?
Por Equipe Organizze
Livros indispensáveis para uma organização efetiva
Por Instituto Acelere
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).