Desempregado: descubra 5 coisas que você não pode fazer (de jeito nenhum)

Escrito por:

Não há como negar que estamos passando por momentos sombrios. As pesquisas mostram que a quantidade de desempregados no país está alto e, por enquanto, não há previsão para esse número diminuir.

 

Sabemos que a situação do desemprego pode deixar muita gente sem rumo ou vontade de correr atrás de um outro emprego. Por isso, listamos alguns destaques do blog Dinheirama com sugestões para não piorar a situação do desempregado. Confira as dicas.

 

1. Desanimar

 

É claro que perder o emprego é um grande baque. Mas é em momentos de dificuldades que é necessário reunir forças, parar de pensar de forma negativa ou procurar razões e motivos que expliquem “por que eu?”.

 

Aproveite seu tempo para refletir, desabafar com amigos próximos e família. Além de receber o apoio de pessoas tão importantes, é nessas conversas que surgem novas ideias e motivação para lidar com essa nova experiência.

 

2. Torrar o dinheiro que sobrou ou recebeu

 

Recebeu dinheiro da rescisão e vai receber o seguro desemprego? Ótimo! Veja esse dinheiro como uma reserva que deve ser usada com muita inteligência e também como a base para te manter enquanto tenta voltar ao mercado de trabalho. Não caia na tentação de sair gastando sem pensar no amanhã.

 

3. Tomar grandes decisões de mudança de vida

 

Muitas pessoas assimilam esses momentos como se fossem um “sinal” para tomar coragem e seguir aqueles sonhos de largar tudo e ir embora para outra país e começar de novo ou fazer uma viagem de meses para pensar na vida.

 

Tudo isso parece ótimo, e é mesmo, desde que seja feito com planejamento. Porém, decisões baseadas apenas no calor da emoção podem resultar em grandes dificuldades financeiras no futuro.

 

4. Aumentar custos fixos e adquirir coisas

 

Evite contratar serviços que irão gerar custos mensais fixos ou comprar bens caros, sejam eles pagos à vista ou parcelados. Aquela vontade de trocar de carro precisa ser revista, bem como todos os gastos da casa também.

 

5. Desconhecer a real situação financeira

 

Levantar os custos mensais é fundamental para manter o equilíbrio financeiro e saber o que pode ser cortado e o que pode ser mantido. Uma dica é colocar tudo em papel ou planilha para ter um retrato financeiro da sua condição.

 

Depois disso, analise quanto você tem de custo por mês. Se irá receber o seguro desemprego, tente gastar menos do que ganha e poupar uma parte. Talvez seja necessário fazer cortes e essa economia pode significar aquele dinheiro a mais que vai salvar um mês lá na frente.

 

Continue lendo as dicas clicando no botão abaixo.

 

Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Aprendendo finanças na prática
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
O que é independência financeira? Veja 4 dicas para alcançá-la
Por Ana Cláudia Inez
Vale a pena adiantar parcelas de um empréstimo?
Por Equipe Organizze
Educação financeira infantil: como começar?
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).