Economia doméstica: saiba como evitar gastos excessivos de energia elétrica no inverno

Escrito por: - Publicado em: 24/06/2021

Atualmente, o nosso país vive uma soma de diversas crises diferentes – dentre elas, econômica, energética e hídrica. 

 

Então, não podemos negar o fato de que precisamos estudar formas de economizar ainda mais energia elétrica, seja por questões financeiras ou ambientais. E este texto traz algumas ideias do que pode ser feito dentro da sua casa, agora, com a chegada do inverno, para evitar gastos excessivos. Confira.

 

 

#1 Eletrodomésticos

 

Vamos começar com o chuveiro elétrico, um dos aparelhos considerados como vilões do consumo de energia, mas que não podem ser desligados no período do inverno. 

 

A recomendação é simples: ficar o mínimo possível sob a água. Quem mora em uma casa comum, pode aproveitar o horário da noite, quando a água da caixa ainda está quente do sol. Dessa forma, o chuveiro tem que trabalhar menos para atingir a temperatura adequada.

 

Em segundo lugar, precisamos falar da geladeira – vilã tanto no inverno quanto no verão. Em cada troca de estação, é preciso regular a sua temperatura; durante o inverno, deve-se manter o termostato no mínimo possível, principalmente se a geladeira estiver cheia. 

 

Leia o manual do aparelho para obter as informações corretas. E, no momento da compra de um novo equipamento, verifique se o mesmo possui o selo de economia de energia.

 

Ainda nessa categoria de eletrodomésticos, precisamos falar das máquinas de lavar. Tem gente que as utiliza o ano inteiro, e as de secar ainda mais no inverno. 

 

Mas é importante acumular grandes quantidades de peças para lavar e secar – claro, jamais ultrapassando o limite da própria máquina. Regule sempre os níveis e quantidades de enxágues. E preferencialmente faça todas as lavagens com água fria, para consumir menos energia.

 

 

#2 Eletroeletrônicos

 

Sabe aquela luzinha vermelha que aparece embaixo dos aparelhos eletrônicos quando estão desligados, porém ligados na tomada? O nome disso é stand-by, que significa que os seus aparelhos estão, neste momento, sim, consumindo energia elétrica. 

 

Então, a primeira providência é sempre desligá-los da tomada quando não estiverem sendo usados – isto também vai evitar que eles queimem caso ocorra alguma queda brusca de energia.

 

Mais uma vez, você deve ler atentamente o manual desses aparelhos para entender quais são as recomendações dos fabricantes. Os televisores, por exemplo, podem vir com um sistema especial chamado de timer, que ajuda a programar o seu desligamento automático. E no caso dos monitores de computador, se você for sair de perto para lanchar ou ir ao banheiro, vale a pena desligá-los.

 

 

#3 Sistema de Aquecimento

 

De certo modo, tudo que dissemos antes são dicas que valem para um ano inteiro. Agora, o que mais afeta as casas no período do inverno é mesmo a questão da climatização dos ambientes, que deve consumir bastante energia elétrica.

 

Em regiões do sul e sudeste brasileiro, as temperaturas frias são tão rigorosas que as pessoas apelam para de um tudo para aquecer as suas residências. É revestimento de madeira, cortinas e tapetes mais grossos, ornamentos em cores quentes, lareiras a lenha, fogão a lenha, e muito mais. E quando essas coisas realmente ajudam a regular a temperatura dos ambientes, em contrapartida, se gasta menos energia elétrica.

 

Só que, às vezes, nem isso é suficiente. Pode ser preciso ligar aparelhos como as estufas, as lareiras elétricas e os ar condicionados. De preferência, é melhor não deixar esses equipamentos ligados por longos períodos do dia, utilizando-os apenas quando necessário.

 

As melhores estufas para o inverno são aquelas que possuem um ventilador na parte de trás – esses modelos gastam menos energia e aquecem bem. 

 

Mais eficiente do que isso só mesmo os aparelhos de ar-condicionado, que podem esquentar rápido os ambientes – no inverno, o ideal é que eles fiquem em torno de 21 a 23 ou 25 ºC. Claro que é preciso verificar se a potência do aparelho combina com o tamanho do espaço a ser aquecido.

 

Quanto mais tempo o aparelho tiver de trabalhar para atingir a temperatura esperada, maior será o consumo de energia. É muito importante evitar durante este período a infiltração de ar frio no ambiente. 

 

Aqui vai a nossa dica: mantenha todos os vãos e frestas do ambiente fechados. Depois, ligue a sua estufa ou ar condicionado. E quando o cômodo já estiver a uma temperatura confortável, desligue o aparelho.

 

 

#4 Luz natural x Artificial

 

Durante o período do dia, aproveite também a luz solar para iluminar e aquecer os ambientes. Claro que em dias nublados e no período da noite, será preciso apelar para o sistema de iluminação artificial. 

 

Se você quiser poupar ainda mais energia, troque todas as lâmpadas incandescentes e fluorescentes ainda utilizadas na sua casa por lâmpadas de LED – paredes e tetos em cores claras devem refletir melhor a luminosidade.

 

 

São todas dicas práticas, comece logo a pôr em ação! 

 

Essas dicas de decoração foram criadas pela equipe Viva Decora.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Morar sozinho: gastos que você não pode abrir mão
Por Equipe Organizze
Objetos de decoração: 6 itens baratos para compor ambientes
Por Equipe Organizze
5 passos para traçar metas de economia
Por Equipe Organizze
3 dicas para combater o gasto por impulso
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).