Emplacamento: dicas para a hora de comprar seu automóvel zero quilômetro

Escrito por:

A compra de um carro é o sonho de muitos brasileiros que trabalham todos os dias em busca do sucesso financeiro, mas para que isso seja apenas um momento de alegria e não de problemas e dívidas, é necessário criar um planejamento com todos os itens que são importantes. Afinal, ao comprar um carro zero quilômetro é fundamental levar em consideração alguns itens, que não costumam ser baratos, tais como o emplacamento, seguro e manutenções preventivas.

 

Muitas vezes, não imaginamos o quanto será preciso pagar para ter o licenciamento do Palio, o serviço pode custar mais de 600 reais se não for escolhido com cuidado e tomando todas as precauções. Mas, você conhece todos os documentos que são exigidos pelo Detran do seu estado e como deve ser solicitada a placa? Continue lendo o artigo e analise todos os detalhes!

 

Quais são os principais gastos de um carro novo?

 

Quem pensa que os gastos acabam depois de pagar o financiamento do veículo, está muito enganado. As taxas extras acabam somando um valor absurdo, afinal o emplacamento, o seguro e a manutenção trazem consigo grandes gastos. Além disso, os impostos e juros cobrados, geralmente, são muito altos no Brasil.

 

Entretanto, não é nada que um bom planejamento não possa resolver. Procure separar todos os itens mencionados em uma tabela para avaliar se realmente vale a pena optar por um zero quilômetro ou correr atrás de carros usados. Considere todas as despesas e pesquise alternativas mais viáveis.

 

O emplacamento é um dos gastos iniciais do veículo e não pode ser deixado de lado, afinal é preciso do licenciamento para poder dirigir com tranquilidade na rua e nas estradas, sem receber multas ou pontos na carteira de habilitação. Também é preciso pagar o IPVA e o DPVAT, Seguro De Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres.

 

A manutenção preventiva também aparece como um dos principais itens ao comprar um veículo, já que é fundamental para garantir o bom desempenho do mesmo durante um longo período de tempo. Procure um mecânico de confiança e sempre que o carro apresentar problemas corra até ele, não deixe o problema piorar para pedir ajuda, o serviço pode acabar ficando mais caro.

 

Ao retirar o carro da concessionária, você já possui automaticamente uma perda de 20% no mercado. Esta perda é mais acentuada nos primeiro 3 anos da utilização do mesmo, após esse prazo o valor começa a diminuir imediatamente como está na regra do mercado automotivo. Caso tenha maiores dúvidas, consulte um profissional experiente na área, certamente ele poderá te auxiliar com as documentações e dúvidas.

 

Quais são os documentos necessários para emplacamento?

 

Muitas pessoas, para tentar economizar com a realização do serviço, decidem realizar o emplacamento por conta própria. Afinal, a compra de um veículo costuma gerar muitas taxas e custos adicionais durante um bom tempo, tudo que for possível economizar já é uma grande ajuda.

 

Confira a seguir o passo a passo para realizar o emplacamento fora das concessionárias!

 

→ O primeiro registro do seu carro precisa, obrigatoriamente, ser realizado em até 30 após a emissão da nota fiscal. Todas as informações estão devidamente explicadas no site do Detran do seu estado. Caso, isso não seja feito, os outros passos irão ter problemas;

 

→ Logo, é preciso pegar o número da sua placa em qualquer unidade do Detran. Para isso, é importante que seja feito um agendamento prévio. Os documentos solicitados são a nota fiscal, RG, CPF e comprovante de residência;

 

→ Em seguida, é necessário preencher um formulário do RENAVAM e pagar em um banco os valores do IPVA, do DPVAT e as taxas de impostos. Com todos esses comprovantes, você deve ir novamente ao Detran para escolher o número da placa, no setor de Classificação de Placas;

 

→ Feito isso, é preciso ir até o CRV e dar entrada a toda a documentação;

 

→ Depois da liberação, que pode demorar alguns dias, vá até o Detran e retire a sua placa.

 

O serviço pode parecer um pouco cansativo e com muitos detalhes, mas certamente a recompensa para o bolso será ainda maior. Qualquer dúvida com relação ao procedimento, procure algum posto de atendimento do Detran ou entre em contato via telefone ou e-mail. Evite ficar com as dúvidas na cabeça, resolva isso o antes possível.

 

Como é contratado o seguro do veículo?

 

Contratar um seguro para o seu veículo é muito importante, já que, hoje em dia, não é possível afirmar que o mesmo esteja 100% seguro nas ruas da cidade. Mas para obter o melhor custo benefício, é importante analisar cada proposta e colocar os números na mesa. Assim, será possível avaliar o que cada serviço oferece e quais são os papéis solicitados para o requerimento das taxas que devem ser pagas.

 

Por isso, muitas pessoas ao anunciar o seu Sandero já informam as informações do seguro. Confira a seguir os documentos que são precisos.

 

→ Documentos pessoais: RG, CPF, comprovante de residência e CNH;

 

→ Documentos do carro: Certificado de Registro do Veículo, CRLV e Certificado de Registro do Veiculo, CRV.

 

Para os veículos usados, o preço do seguro tende a ser menor do que com os modelos mais novos. Isso acontece devido ao cálculo que é feito pela seguradora, que entre os itens avaliados se encontra o custo de manutenção. Entretanto, em ambos os casos é necessário avaliar as cláusulas da contratação, conferir os serviços que estão inclusos e que tenham sido incluídos os familiares que costumam dirigir o seu veículo. Além disso, verifique que a empresa esteja corretamente cadastrada no SUSEP e que conte com uma boa avaliação dos clientes.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Racionamento de gasolina: como economizar?
Por Equipe Organizze
Como evitar alguns problemas recorrentes em carros populares?
Por Equipe Organizze
Dicas de manutenção do carro antes de viajar
Por Equipe Organizze
7 passos para você fazer um bom negócio ao comprar um carro usado
Por Equipe Organizze
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).