Esqueça esses hábitos ruins sobre finanças agora mesmo!

Escrito por:

Existem hábitos não saudáveis de lidar com o dinheiro e que são tomados como bons por muitas pessoas. Alguns desses hábitos são passados de geração para geração, através de atitudes ou ditos populares que podem atingir diretamente suas finanças.

 

Confira alguns deles abaixo.

 

1 – Só se fica rico ganhando muito dinheiro

 

A maioria das pessoas imagina que é possível ter muito dinheiro apenas ganhando um montante alto de salário. Entretanto, é muito comum conhecer pessoas que ganham muito e gastam até o que não tem. Elas acabam se endividando e não são propriamente ricas.

 

É possível ficar rico investindo o dinheiro que você já tem, por exemplo. Com uma boa aplicação, seu dinheiro renderá juros e poderá aumentar o seu patrimônio em algum tempo.

 

2 – Só é possível adquirir coisas se endividando

 

Muitos imaginam que é preciso fazer dívidas para conseguir comprar, entretanto, é muito mais saudável financeiramente economizar o dinheiro e pagar à vista com desconto. Essa é a melhor alternativa para adquirir bens necessários.

 

3 – Só grandes empresas oferecem bons empregos

 

Empresas menores e com menos funcionários costumam ser uma melhor fonte de renda para seus empregados, já que o foco de empresas pequenas é inicialmente conseguir bons profissionais, independente do quanto irão gastar com esses empregados.

 

Isso não significa que as grandes empresas costumam pagar menos, mas sim, que na empresa menor, a negociação de salário pode ser mais tranquila em relação a empresas maiores.

 

4 – Comprar somente em promoções

 

As promoções costumam instigar muitas pessoas a comprarem coisas que não precisam. Não há vantagem em adquirir algo com menor preço quando se é aquilo que você não necessita naquele momento. É preciso ter cautela nessas situações.

 

Se você possui a necessidade de comprar algo, pesquise preços em lojas distintas e não tenha pressa.

 

5 – Acreditar fielmente em vendedores

 

Vendedores são especialistas em identificar a vontade pela compra. Eles percebem o que o consumidor está procurando e farão quase tudo para atender as expectativas dos clientes, mostrando que o seu produto é melhor que o das outras empresas. Nem sempre isso é verdade.

 

Se o consumidor estiver emocionalmente vulnerável, a compra por impulso irá cegá-lo. Se o cliente for crítico e estiver preparado, é possível perceber os pontos não falados pelo vendedor e evitar o engano ou a compra que mais tarde se tornará arrependimento.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

4 dicas para fazer bons investimentos em 2018
Por Ana Cláudia Inez
5 dicas para fazer uma viagem de Ano Novo barata
Por Equipe Organizze
Como economizar em passagens aéreas?
Por Equipe Organizze
6 dicas de ouro para o planejamento financeiro das férias
Por Equipe Organizze
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).