Fim do Ciclo de Alta na Bolsa de Valores?

Escrito por: - Publicado em: 26/02/2021

Nos últimos anos, notou-se uma forte migração de pessoas que investiam em renda fixa, para a renda variável. Isso se deu principalmente em função da queda da taxa Selic e da redução da rentabilidade dos investimentos em renda fixa, por isso muitos passaram a investir seus recursos em ativos mais arriscados a fim de obter uma maior rentabilidade.

 

Quem fez esta migração em 2018, 2019 e/ou 2020 provavelmente obteve este retorno extra, uma vez que nestes anos o índice da bolsa de São Paulo (IBOVESPA) teve rentabilidade média de 15,92 % ao ano. Por outro lado, os títulos de renda fixa pós-fixados renderam em média 4,32 % ao ano. Veja no gráfico abaixo um comparativo entre a rentabilidade do IBOVESPA e a Renda Fixa.

 

 

Entretanto, em virtude da pandemia do COVID-19, o qual ocasionou diversos impasses financeiros e econômicos no Brasil, começo a ponderar até quando iremos conseguir obter esse ganho extra no mercado de ações.

 

Pensando nisso, e sabendo que o mercado financeiro é característico pelos seus ciclos de alta e de baixa, posso destacar que um dos sinais que o mercado pode apresentar no final do ciclo de alta é uma expectativa na elevação da taxa de juros SELIC. Como podemos ver no gráfico abaixo a oscilação da taxa de juros é inversamente proporcional a oscilação do mercado de ações, o qual é representado pelo IBOVESPA.

 

Fonte: Taxa de rentabilidade da renda fixa (Selic Meta) / Cotação do IBOVESPA / Relatório Focus

 

Mas, e como poderemos saber se a taxa de juros Selic irá subir ou cair? Essa é uma pergunta difícil de responder. Contudo, se levarmos em conta o relatório FOCUS, que é elaborado pelos principais economistas do país, estes tem projetado um significativo aumento da taxa de juros SELIC nos próximos anos, saindo de 2% para 6% em 2023 segundo relatório publicado em 19/02/20.

 

Sendo assim, se essa previsão se confirmar, é provável que o ciclo de alta nas ações esteja se encerrando, e em breve teremos um ciclo de baixa, o qual pode durar por alguns anos. E por isso acredito que agora seria um bom momento para repensarmos nossa estratégia de investimentos.

 

Forte abraço a todos. Até mês que vêm.

 

Luiz Roberto é administrador, especialista em investimentos certificado pela ANBIMA (CEA) e pela APIMEC (CNPI), pós-graduando no MBA em Gestão Financeira: Mercados Financeiros e de Capitais pela FGV e idealizador do projeto Descomplicando as Finanças.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Como avaliar a rentabilidade dos investimentos
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Como investir no mercado de ações
Por Meu Patrimônio
Não coloque todos os ovos na mesma cesta
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Os 3 pilares dos investimentos
Por Meu Patrimônio
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).