Fiquei desempregado(a). E agora?

Escrito por:

Perder o emprego é um dos maiores medos de qualquer trabalhador. Afinal de contas, ser pego de surpresa por uma demissão inesperada atrapalha não somente o planejamento financeiro do trabalhador, mas também aumenta as incertezas quanto ao seu futuro – principalmente em momentos nos quais a economia não vai tão bem quanto se gostaria.

 

Esta triste realidade, entretanto, ainda faz parte do dia a dia de milhões de brasileiros. Em maio de 2018 o Brasil atingiu a marca de 14 milhões de desempregados, que permanecem à procura de oportunidades de emprego.

 

Se você ficou desempregado e se sente perdido, saiba que é possível passar por este momento delicado de uma maneira menos penosa e superar esta situação de cabeça erguida. Continue a leitura deste texto e descubra o que fazer para lidar com uma demissão inesperada e seguir adiante com mais qualidade e tranquilidade.

 

Boa leitura!

 

Fui demitido, e agora?

 

A primeira decisão que você precisa tomar é quanto ao seu emocional. Desesperar-se em uma situação delicada só irá piorar o momento, e privar você de pensar com clareza e analisar o momento de maneira mais fria. Por isso, procure manter a calma!

 

A segunda dica é traçar um panorama completo da sua situação financeira – levando em consideração, inclusive, possíveis verbas rescisórias que estarão disponíveis após a demissão e que, provavelmente, serão de grande ajuda para passar por este momento com maior tranquilidade.

 

Analise seu caixa e seus custos fixos e variáveis. Afinal, quais são seus custos mensais? O que pode ser descartado enquanto sua renda não é restabelecida? Este tipo de organização é fundamental para evitar acúmulo de dívidas e gastos desnecessários.

 

Estes dois passos são fundamentais e devem ser seguidos por qualquer pessoa que ficar desempregada. Cumprida estas etapas, no entanto, é chegada a hora de tomar algumas medidas para ganhar dinheiro e ter algum tipo de renda para pagar suas despesas mensais enquanto um novo emprego não aparece.

 

Confira a seguir algumas dicas essenciais para enfrentar o desemprego com maior tranqüilidade  e “fazer do limão uma limonada”, transformando esta situação delicada em uma oportunidade para aprender, superar-se e tornar-se um profissional ainda mais completo.

 

1 – Busque uma renda extra

 

Esta é uma das dicas mais valiosas que podem ser dadas a alguém que perdeu seu emprego inesperadamente. Encontrar uma atividade freelancer que lhe renda algum dinheiro extra enquanto procura outra vaga de emprego pode lhe trazer a paz e tranquilidade que todo trabalhador busca em um momento de dificuldade, como no desemprego.

 

Identifique atividades nas quais você é bom e procure obter uma renda extra a partir destas atividades. Aqui, vale dar aulas de línguas estrangeiras em casa ou aulas de reforço, cozinhar para fora, revender produtos de beleza, produzir conteúdo para blogs e sites na internet, entre outras atividades.

 

Tudo depende das suas qualificações e dos seus interesses, mas saiba que qualquer um pode encontrar uma atividade secundária para ganhar dinheiro enquanto não encontra uma nova oportunidade de trabalho.

 

2 – Aposte no estudo e especialização

 

Se você ainda possui uma traquilidade financeira após a demissão, vale a pena aproveitar este hiato no trabalho para apostar nos seus estudos e realizar um curso ou até mesmo uma especialização na sua área de interesse. Hoje existem uma série de opções de pós-graduações e cursos de extensão acessíveis financeiramente, que podem ajudar você a realocar-se no mercado de trabalho com maior rapidez e até mesmo aumentar sua remuneração em um próximo emprego.

 

3 – Utilize seu Network

 

Para encontrar oportunidades de trabalho com maior facilidade, não deixe de utilizar seu network. Ter contatos e utilizá-los em momentos de necessidades é fundamental para qualquer profissional – e, nesta situação, inclui-se também o desemprego.

 

Fale com amigos, familiares e conhecidos e verifique possíveis oportunidades de trabalho a partir destes seus contatos. Muitas vezes será por meio da sua rede de contatos que você encontrará aquela vaga de emprego tão desejada e esperada!

 

4 – Venda itens usados

 

Para ganhar um dinheiro extra também vale vender itens usados que estão parados na sua casa. Faça uma faxina no seu armário e escolha boas peças de roupas, sapatos, eletrônicos e eletrodomésticos que estejam em boas condições, mas que não são mais utilizados por você ou sua família e coloque-os à venda.

 

Sites como o Mercado Livre, Enjoei, OLX, entre outros, podem ser utilizados como “vitrine” para venda desses produtos e lhe gerar uma boa renda extra enquanto procura um novo emprego.

 

5 – Aprenda a controlar suas finanças

 

Pode parecer difícil pensar em controlar as finanças em uma situação de desemprego, principalmente se a demissão resultar em dívidas e atraso no pagamento de contas. É nesse momento, no entanto, que você deve aprender a controlar seu dinheiro de maneira eficiente para toda a vida.

 

Se possui dívidas, procure contatar seus credores e renegociar os pagamentos de modo a caberem no seu bolso. Caso não possua dívidas, procure controlar seus gastos e eliminar custos necessários, fazendo seu dinheiro render mais nesta situação delicada.

 

Uma outra dica importantíssima para evitar sufocos em caso de desemprego é criar uma reserva financeira para imprevistos. Mantenha o hábito de poupar dinheiro todos os meses e ter uma reserva de, no mínimo, 6 meses de despesas mensais guardada.

 

Desta forma, em caso de imprevistos – como a perda do emprego, você terá uma tranqüilidade muito maior para enfrentar a situação e encontrar outro emprego com mais calma, sem passar por apertos financeiros. Caso você não tenha o hábito de manter uma reserva financeira, aproveite este momento para aprender mais sobre finanças pessoais e tome como aprendizado para fazer diferente no futuro!

 

Com confiança, organização e força de vontade você conseguirá passar por este momento de cabeça erguida e fará do desemprego um trampolim para crescer – pessoal e profissionalmente – cada vez mais e melhor! Acredite em você e siga em frente, sempre!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

6 desejos para realizar sem dinheiro
Por Equipe Organizze
4 dicas para economizar dinheiro quando se tem filhos
Por Equipe Organizze
4 truques para melhorar a situação da sua conta bancária!
Por Equipe Organizze
Entenda como funciona o financiamento imobiliário
Por Equipe Organizze
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).