Geladeira: novos modelos que ajudam a economizar energia

Escrito por:

Existem muitos móveis, eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos que poderiam ser facilmente descartados de uma lista de compras para casa nova.

 

Contudo, alguns equipamentos são fundamentais para a ambientação de qualquer imóvel.  Isto porque, sem eles, seus ambientes não poderiam funcionar do mesmo modo. Na cozinha, por exemplo, não pode faltar o tal “triângulo funcional” – pia, fogão e geladeira.

 

 

Por que os novos modelos de geladeiras ajudam a economizar?

 

Falando especificamente das geladeiras, estes são equipamentos que ficam ligados direto na tomada, funcionando vinte e quatro horas por dia. E sua função é abrigar aqueles alimentos que não podem ficar no armário, necessitando de refrigeração. 

 

Então, pode-se imaginar como é importante saber escolher o modelo certo para casa – o que possua as dimensões certas, um boa compartimentação, muita resistência, e baixo consumo.

 

 

Sim, pode-se dizer que a geladeira é um dos itens mais “gastadores” de energia elétrica. Mas a maior vantagem dos novos modelos lançados no mercado é a questão da economia. A prova disto é aquela etiqueta que vem junto dos equipamentos, fazendo uma classificação do produto com relação ao seu consumo – onde ‘A’ é mais econômico e ‘E’ menos econômico.

 

 

Muita gente pode pensar que estética, preço e marca são os aspectos mais relevantes a serem analisados em uma geladeira no momento da compra. Acontece que quem quer mesmo garantir segurança e economia financeira deve estar atento a todas as características do produto – o que inclui também a sua eficiência. Por isto mesmo é que vale a pena conferir o que diz no manual, na embalagem e na etiqueta colada à sua caixa.

 

Pode ter certeza de é obrigação dos fabricantes informar as características de funcionamento do seu produto, mesmo que ele seja o menos eficiente do mercado. E não se deve ter medo de investir em uma geladeira mais cara se este investimento for garantir um produto de mais qualidade, resistência e durabilidade. Lembrando que refrigeradores novos são, sim, mais eficientes que aparelhos antigos.

 

 

O que fazer com a geladeira antiga?

 

É claro que as pessoas não precisam jogar no lixo tudo que possuem em casa a fim de economizar energia. Deve-se evitar descartar desnecessariamente na natureza aquilo que ainda tem utilidade – isto iria contra a tudo que se aprende com o ensino de ecologia. O que se pode fazer é sempre manter o bom funcionamento dos aparelhos em dia, fazendo reparos básicos que ajudem a aumentar a sua vida útil.

 

Por exemplo, solicitar uma avaliação técnica para saber se o sistema da geladeira apresenta alguma fuga de corrente e desperdício. Também avaliar o funcionamento do seu sistema de regulagem de temperatura. Revisar a borracha das portas. Ver se não há acúmulos de sujeira em sua serpentina. E se a geladeira está mesmo devidamente distante das fontes de calor que possam atrapalhar o seu bom funcionamento.

 

Vantagens dos novos modelos

 

Nem é preciso dizer que os novos modelos de geladeiras à venda no mercado apresentam um visual bem mais luxuoso. Seu design e acabamento, de fato, surpreendem. 

 

Mas por trás da sua aparência estão escondidas muitas outras boas surpresas, detalhes que ajudam na economia de energia e também numa rotina mais prática para os usuários.  

 

 

É preciso destacar que as novas geladeiras possuem uma melhor eficiência energética. Que vêm como uma melhor regulagem de temperatura, resfriando mais rápido os alimentos. 

 

Que apresentam mais capacidade em litros, com configuração interna melhor – inclusive tendo gavetas extras para carnes e verduras. Que podem vir com telas interativas. E que não acumulam gelo na parte do refrigerador – com sistema de descongelamento sem gelo.

 

Quais os modelos mais econômicos?

 

Deve-se, antes, conhecer as principais características de todos os novos modelos de geladeiras – como as “french door” ou as “side-by-side”, pois cada um possui suas vantagens. E pode-se dizer que, a grosso modo, sua principal diferença está no tamanho e na abertura das portas. Mas, quando se trata de economia, outros recursos devem ser analisados.

 

 

Os modelos mais simples, de pouca litragem, não são tão econômicos. Já os equipamentos maiores, que vêm com freezer separado, surpreende não só quanto ao estilo, mas por sua funcionalidade. 

 

Os modelos conhecidos como “inverse” têm o refrigerador na parte de cima, trazendo mais praticidade e economizando energia. Ou seja, eles fazem mais com menos consumo.

 

 

As “frost-free” possuem uma tecnologia super avançada. O aparelho nunca acumula gelo nas paredes ao redor do congelador. 

 

Algumas podem vir com dispenser de água e gelo na porta. Isto ajuda a evitar o tal “abrir e fechar”, economizando ainda mais energia, sem sobrecarregar o sistema. Outros modelos nesta linha também foram apontados pelo Inmetro como os mais econômicos entre os eletrodomésticos para o lar.

 

 

Então, pronto para escolher a sua geladeira nova? Use as dicas que demos para se guiar no momento da compra. E não se esqueça de conversar com os vendedores e pedir maiores informações sobre todos os modelos de aparelhos disponíveis. 

 

Certamente, você encontrará um que se adéqua com as suas necessidades e também com a decoração da sua casa.

 

Essas dicas de decoração foram criadas pela equipe Viva Decora.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

4 dicas para cozinhar em casa, comer bem e economizar
Por Equipe Organizze
Supérfluos: os obstáculos para seus objetivos financeiros
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Sustentabilidade: redecore a casa com móveis que já possui
Por Viva Decora
Dicas para se planejar na hora de comprar o seu primeiro imóvel
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).