Morar sozinho: gastos que você não pode abrir mão

Escrito por: - Publicado em: 09/09/2021

Chega um momento que é hora de sair da casa dos pais e ir morar sozinho. Essa transição pode agradar a muitas pessoas e ser tomada por impulso. A questão é que é preciso fazer um planejamento.

 

Não adianta decidir ir morar sozinho sem que haja um planejamento, senão o que vai acontecer é acabar se endividando e em pouco tempo voltando de onde veio.

 

Se a intenção é começar uma vida mais independente, veja quais são os principais gastos a serem considerados no planejamento.

 

Gastos com a moradia

 

Não importa se vai alugar um imóvel ou financiar, todos os meses terá de pagar o valor do aluguel ou das parcelas. Essa é uma conta que precisa ser feita, afinal, passará a ser um gasto fixo e normalmente não costuma ser baixo, ele pode comprometer boa parte do orçamento.

 

Além disso, deve-se incluir nessa conta valores como o condomínio que também serão recorrentes, todos eles devem caber no orçamento.

 

Contas de consumo

 

Por mais que passe a maior parte do tempo fora de casa e seja uma pessoa econômica, não tem como morar sozinho e fugir das contas de consumo.

 

Água, luz, telefone, internet e outras são relacionadas a residência e chegarão a todos. Algumas delas como a de luz podem variar de um mês para outro, por isso, considere uma média quando estiver fazendo o planejamento.

 

Cuidados com a saúde

 

Morar sozinho inclui ter mais responsabilidade, com isso é preciso redobrar os cuidados com a saúde. Então, contratar o plano de saúde e odontológico pode ser uma boa opção para economizar com médicos e dentistas.

 

Entretanto, esses serviços não tão acessíveis, podem ser de grande ajuda em casos de problemas de saúde. Nessas situações os gastos serão bem reduzidos e será possível receber o atendimento necessário.

 

Custos com alimentação

 

Será preciso sempre ter alguns alimentos em casa, então, as idas ao mercado devem ocorrer com alguma frequência. Mesmo que seja apenas para comprar alguns itens, elas não serão extintas.

 

Se optar por comer fora todos os dias, deve preparar o bolso ainda melhor, já que os custos podem ser ainda mais elevados. Os custos com os alimentos devem ser planejados de acordo com o estilo de vida que se pretende ter, e com a alta dos alimentos pode pesar muito no orçamento. 

 

Limpeza da casa

 

É claro que deseja ter uma casa agradável e limpa e para isso deverá cuidar da limpeza. Se pretende economizar um pouco, pode se organizar para fazer a limpeza pesada regularmente, mas terá de comprar os produtos adequados para isso.

 

Outra opção é contratar um profissional para cuidar da limpeza. Será preciso comprar os materiais e ainda pagar a mão de obra. Esse segundo caso costuma ser mais caro, porém, pode ser a solução para quem não tem tempo.

 

Compras para o lar

 

Logo no início do período em que for morar sozinho terá de equipar a casa. Nesse primeiro momento os custos serão muito altos, afinal, precisará comprar mobília, acessórios de cozinha, roupa de cama, banho e outros itens.

 

Tenha um bom recurso para comprar esses itens essenciais que irão ajudar a montar a sua casa. Ao longo dos demais meses podem comprar aos poucos alguns acessórios que serão usados com um pouco menos de frequência. 

 

Essa é uma conta que vai ter sempre, afinal, haverá necessidade de repor os itens com o passar do tempo. 

 

Assinaturas

 

As assinaturas inicialmente podem parecer não fazer muita diferença, afinal, possuem valores baixos. A internet e o pacote de dados do celular são os que mais pesam.

 

Entretanto, não se pode esquecer que existe a assinatura do streaming de vídeo, de música, seguros, pedágio, clube de assinatura e outros.

 

Todos eles devem ser colocados em uma planilha para que se tenha noção do custo total que eles causam. Pode ser preciso cortar algumas delas não essenciais. 

 

Gastos de emergências ao morar sozinho

 

Emergências podem surgir, por exemplo, um cano estourar e precisar chamar o encanador para resolver um problema. Por maior que seja o cuidado, sempre podem aparecer situações inesperadas e se não souber como lidar com elas precisará de um profissional.

 

Sempre tenha um fundo reserva para lidar com esses casos. Nunca se sabe quando eles poderão aparecer e podem te deixar em uma saia justa.  

 

Morar sozinho pode ser a realização de um sonho, uma que junto traz uma série de responsabilidades. Uma delas é financeira, afinal, as contas dependerão apenas de você e precisará ter recursos para arcar com todas elas.  

 

Por: Jeniffer Elaina, do site Smartia.com.br.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Os 6 benefícios da Lei do Superendividamento
Por Equipe Organizze
5 dicas para entender seus objetivos financeiros
Por Equipe Organizze
Objetos de decoração: 6 itens baratos para compor ambientes
Por Equipe Organizze
5 passos para traçar metas de economia
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).