O que fazer para ter mais segurança financeira?

Escrito por: - Publicado em: 06/10/2021

Segurança financeira, estabilidade, liberdade financeira. Essas palavras carregam em si não só um grande significado, mas também um desejo de boa parte da população brasileira.

 

A realidade, porém, revela ainda inúmeros desafios. Frente a ambientes e movimentos econômicos mais dinâmicos, falar do futuro traz certa ansiedade.

 

Mais uma vez a educação financeira se faz mais do que necessária. Não só para passar por períodos de maior dificuldade, mas também para atingir novos patamares, que tragam mais tranquilidade.

 

Afinal, o que é segurança financeira?

 

A segurança financeira pode ser entendida facilmente como um estágio financeiro em que existem garantias suficientes disponíveis, para cobrir as necessidades atuais e ainda qualquer eventualidade ou emergência. Em muitos casos, pode ser sinônimo também de uma reserva de emergência.

 

Para chegar ou permanecer nesse estágio é comum que as pessoas recorram a atividades profissionais que ofereçam certa estabilidade. Em outras palavras, buscam um novo trabalho ao se candidatarem a cargos como os públicos, por exemplo.

 

Mas mesmo quem têm outras ocupações ou desenvolve até mesmo atividades de forma autônoma, pode criar novos hábitos para atingir esse objetivo. Veja como!

 

4 dicas para ter mais segurança financeira

 

Suas decisões hoje podem afetar diretamente o seu futuro e, quando se fala em ter segurança financeira é preciso pensar nisso. Para ajudá-los, separamos algumas dicas básicas, mas indispensáveis para que você consiga ter não só seu sono, mas as finanças cada vez mais saudáveis.

 

1 – Conheça suas finanças nos detalhes

 

Falar sobre dinheiro tem os seus tabus, porque dificilmente alguém quer assumir que está no vermelho (e aqui está mais um grande erro!).

 

Para saber lidar com o dinheiro é preciso acompanhá-lo de perto – e isso passa essencialmente por entender quais são seus ganhos e gastos.

 

Apesar de parecer simples, é preciso, no mínimo, ter organização em relação a essas informações. Você pode começar anotando tudo em um papel ou importando seus extratos bancários e outros dados financeiros no Organizze – para facilitar sua vida.

 

Proponha o mesmo para seu(ua) parceiro(a) ou faça esse exercício em família, se quiser avaliar o orçamento familiar. Ter mais visibilidade também ajudará a ter mais segurança, começando por entender históricos, comportamentos e potenciais riscos.

 

2 – Faça uma “poupança”

 

Economizar é um dos princípios para ter segurança financeira. Se você consegue reduzir custos ou poupar dinheiro, está no caminho certo.

 

Faça um diagnóstico da sua saúde financeira (especialmente dos fluxos de entradas e saídas) e defina alguns objetivos para curto, médio e longos prazos.

 

Você não precisa mudar seu padrão de vida radicalmente, mas deve se desafiar a repensar sua relação com o dinheiro.

 

3 – Saiba que imprevistos acontecem

 

Por mais que você faça planejamentos, uma coisa é certa: algo não previsto pode certamente acontecer (e a probabilidade é bem alta).

 

E isso não quer dizer que seu planejamento estava errado. Basta pensar que nem sempre é possível “prever” tudo. Além disso, existem fatos e situações que não estão sob o seu controle.

 

Uma boa maneira de lidar com esse assunto é provisionar esse recurso extra, idealmente antes de precisar, é claro.

 

4 – Use o crédito de forma consciente

 

Diferente de alguns anos atrás, conseguir crédito hoje em dia é muito mais fácil e isso se traduz em oportunidades. Há quem diga que segurança financeira e uso de cartão de crédito, na mesma frase ou na prática não combinam.

 

O problema, no entanto, não está no acesso ao crédito, mas sim na forma como o crédito é utilizado. Sendo assim, é muito importante que você também defina critérios para quando utilizar e até mesmo quanto comprometer em cada uso.

 

Outra dica é recorrer a linhas de crédito que cobram menos juros, afinal nem sempre o crédito mais acessível é o mais barato. Neste quesito, se destacam o empréstimo consignado e o empréstimo com garantia. Ao escolher a melhor linha de crédito, você também dará alguns passos rumo a sua segurança financeira, porque irá economizar e reduzir consideravelmente as chances de inadimplência.

 

Lembre-se de que com mais disciplina você se sentirá também mais preparado para tomar decisões. Depois disso, para chegar na tão sonhada independência ou liberdade financeira, pode fazer com que o dinheiro poupado, renda mais.

 

Se você conseguir fazer com que o seu dinheiro “trabalhe por você”, ficará menos preocupado. Fazer investimentos em renda fixa ou variável e reinvestir esse valor pode ampliar seu saldo atual ou reserva futura.

 

Por Danielle Vieira | Apaixonada por marketing, descobriu os números e finanças ao longo do caminho e, decidiu ajudar as pessoas através da educação financeira. Hoje faz isso atuando no marketing da bxblue, fintech acelerada pela Y Combinator e escrevendo em alguns portais.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Como os aplicativos de finanças podem ajudar na organização do seu dinheiro?
Por Equipe Organizze
Dicas de planejamento financeiro para viajar
Por Meu Patrimônio
Dinheiro parado: veja como usar de forma inteligente
Por Equipe Organizze
Você sabe cuidar bem do seu dinheiro ou fica agoniado só de pensar nisso?
Por Meu Patrimônio
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).