O que vale mais a pena: álcool, GNV ou gasolina?

Escrito por:

Se você tem carro flex já deve ter se perguntado: afinal, o que vale mais a pena, abastecer meu carro com álcool ou gasolina? E, mesmo se seu carro não seja aceite ambos os combustíveis, é bem possível que você já tenha cogitado a possibilidade de instalar um cilindro de Gás Natural Veicular (GNV) no seu veículo.

 

Estas dúvidas são absolutamente normais e muito comuns entre os brasileiros, que buscam as melhores alternativas para abastecer o carro e economizar no dia a dia. Muitos, no entanto, acabam não conseguindo decidir qual tipo de combustível é mais vantajoso para uso no dia a dia.

 

Caso esta também seja uma dúvida sua, este artigo é para você! Continue a leitura do texto de hoje e descubra o que vale mais a pena na hora de utilizar o seu veículo: álcool, gasolina ou GNV. Acompanhe!

 

O abastecimento veicular

 

Se já havia dúvidas nos donos de veículos sobre o uso do álcool, gasolina ou GNV, as recentes altas no preço da gasolina e a paralisação dos caminhoneiros – que resultou no desabastecimento dos postos de combustível – certamente colocaram ainda mais dúvidas na cabeça dos proprietários. A procura pelo GNV, inclusive, chegou a triplicar em diversas regiões do país.

 

Antes de decidir por instalar um cilindro de gás no seu carro ou mudar o combustível na hora de abastecer, no entanto, é preciso levar uma série de fatores em consideração. Em primeiro lugar, por exemplo, é preciso conhecer um pouco mais sobre cada tipo de combustível, suas vantagens e desvantagens, além de informações sobre o gás veicular natural e seus principais benefícios e malefícios para você e seu automóvel.

 

A seguir você conhecerá um pouco mais sobre os principais pontos positivos e negativos de cada uma das modalidades e, a partir delas, conseguirá definir qual ou quais destas alternativas se encaixa melhor nas suas necessidades enquanto proprietário de carro. Confira!

 

O uso do álcool

 

O álcool é um combustível ecológico e alternativo, que pode ser utilizado puro ou misturado com a gasolina em carros com sistema flex – conhecidos por aceitar ambos os combustíveis. Em geral, o litro do álcool costuma ser vendido a preços mais baixos que o litro da gasolina. Em contrapartida, um litro de álcool tende a render menos que a mesma quantidade de gasolina no tanque de um carro.

 

O fato dos preços do álcool serem mais atraentes na hora do abastecimento na bomba se deve ao fato de sua produção ser mais simples que a da gasolina, por exemplo. Outra característica do álcool é entregar maior potência aos veículos na comparação com a gasolina.

 

Apesar de ser bastante atrativo para o consumidor em diversos aspectos, o álcool – ou etanol – pode trazer algumas desvantagens. O etanol tipo bioetanol precisa de uma área de cultivo muito ampla para sua matéria-prima e, por conta disso, existe sempre a possibilidade de aumento de desmatamentos para o seu cultivo.

 

Além disso, o etanol é extremamente prejudicial aos motores que não sejam flex e, por este motivo, não pode ser utilizado por todos os proprietários de veículos.

 

O uso da gasolina

 

A gasolina é conhecida por ser o combustível mais utilizado por todos os veículos que rodam pelo Brasil – tanto os flex quanto aqueles comuns. O uso da gasolina, no entanto, resulta em uma série de problemas, que vão desde as emissões de gases poluentes até a flutuação de preços – no Brasil e no mundo, uma vez que o valor da gasolina, normalmente, está diretamente ligado à variação dos preços do petróleo no mercado internacional.

 

O combustível, no entanto, também possui uma série de vantagens. Entre elas está a sua escalabilidade – ou seja, é muito mais fácil encontrar gasolina em qualquer lugar do mundo que outros combustíveis, como o álcool. Além disso, todas as peças de veículos ligadas aos motores movidos a gasolina costumam ser encontradas em qualquer lugar, a preços mais atrativos.

 

E, apesar dos preços flutuarem bastante, o uso da gasolina para abastecimento de veículos tem se mostrado bastante eficiente e razoavelmente barata nos últimos 100 anos – o que acrescenta mais alguns pontos positivos ao combustível.

 

O uso do GNV

 

O Gás Natural Veicular (GNV) é o mesmo gás natural utilizado em residências e na indústria que, aplicado sob alta pressão em veículos por meio de cilindros especiais, torna-se um combustível alternativo. O preço do gás costuma ser bem mais barato que a gasolina ou o álcool e, por conta disso, acaba sendo o combustível alternativo escolhido por motoristas Brasil afora.

 

O uso do GNV, no entanto, precisa ser ponderado pelos donos de veículos – especialmente por conta da sua instalação. Isso porque, diferentemente do álcool ou gasolina, é preciso instalar um kit de GNV no veículo e fazer diversas adaptações para que o carro possa rodar com gás ao invés de outros combustíveis.

 

Combustível ou gás natural?

 

A decisão de optar por um combustível ou gás natural varia de acordo com cada veículo e com o uso do mesmo pelo proprietário. Em geral, o uso do GNV acaba sendo vantajoso para quem roda muito com o carro. Nestas situações, a economia financeira pode compensar outras perdas.

 

Entre as principais perdas ocasionadas pela escolha do consumidor pelo GNV está na perda de potência do carro, a perda da garantia do carro zero após a instalação do kit e, na maioria dos casos, a perda de parte do porta-malas do carro, que acaba sendo sacrificado para inclusão do cilindro de gás no veículo.

 

Por isso, na hora de escolher entre GNV e outros combustíveis, é preciso analisar cada vantagem e desvantagem destas alternativas de abastecimento com muito cuidado, a fim de evitar arrependimentos. Lembrando que, para utilizar o GNV, é preciso ter algum outro tipo de combustível no tanque do veículo para que o motor dê partida.

 

Como saber qual combustível vale mais a pena na hora de abastecer?

 

Se você, no entanto, estiver em dúvida apenas entre utilizar álcool ou gasolina para abastecer seu carro, saiba que é possível descobrir, em poucos minutos, se vale mais a pena financeiramente abastecer o veículo com etanol ou gasolina.

 

Para isso, é necessário fazer um cálculo rápido: basta pegar o preço da gasolina e multiplicar por 0,7. Se o resultado for maior que o preço do litro do etanol na bomba, vale a pena abastecer com gasolina; se o resultado da conta for menor que o preço do etanol na hora de abastecer, vale a pena encher o tanque com álcool.

 

Com essa conta simples você conseguirá identificar, sempre que necessário, qual combustível vale mais a pena para o seu carro e para o seu bolso, e evitar gastos extras no dia a dia. Vale ressaltar que este cálculo é uma média e pode variar de um veículo para outro, portanto, cada motorista deve analisar em seu próprio veículo qual o valor ideal para utilizar na conta.

 

E você, o que prefere na hora de abastecer seu carro: álcool, gasolina ou GNV? Deixe seu comentário!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

REGRA PARA TER DINHEIRO! Viva um degrau abaixo! Como fazer isso?
Por Nathalia Arcuri | Me Poupe
Como investir em ações?
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
5 atitudes de filmes para não levar para a vida real
Por Ana Cláudia Inez
5 lições da Seleção Brasileira que você pode aplicar em seus investimentos
Por Equipe Organizze
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).