Qual é o mais econômico: babá ou creche?

Escrito por:

Não importa se você é presidente de uma multinacional, médica com agenda cheia de atendimentos, professor lotado de aulas para dar, doméstica com jornada dupla ou algum super herói precisando salvar o mundo. A gente sabe que deixar o bebê para voltar ao trabalho não é tarefa fácil e você precisa se preparar muito — principalmente ao longo dos dias de licença — para retornar à rotina.

 

Nesse processo de preparação, também está incluída a demanda por recursos financeiros parar arcar com o que vem pela frente.

 

Ok, todo mundo sabe que com as referências e indicações adequadas a gente chega à babá ou à escolinha ideal. Que vasculhando com cuidado e levando em consideração experiência, questões de segurança, didática e praticidade também. Ou seja, até aqui sua decisão é até prática. No entanto, quando o orçamento familiar entra na jogada, todo esse cenário se torna bem mais complicado.

 

Se você calculou apenas o salário da babá comparado à mensalidade da escolinha, hora de repensar suas contas. Planejar os cuidados do seu filho enquanto você trabalha requer somas delicadas, cheias de nuances e detalhes que quase funcionam como imprevistos na lista de pagamentos a serem feitos.

 

Pronto para começar? Pegue papel, caneta, calculadora e vamos lá!

 

Babá: obrigações trabalhistas

 

Uma das vantagens de contar com a babá é saber que seu bebê receberá atenção exclusiva, sem sair de casa. Além disso, o monitoramento do cuidado oferecido a ele é mais fácil e você pode orientar a babá nos detalhes e rotinas específicas do seu lar.

 

Pra isso, porém, você terá que arcar com obrigações trabalhistas. Desde 2013, quando foi regulamentada a PEC das Domésticas, a assinatura da carteira de trabalho passou a ser obrigatória nos casos de serviços contínuos, isso quer dizer que você também deverá arcar com INSS.

 

Além disso, o pagamento das babás passou a ser de um salário mínimo para quem atua oito horas por dia, 44 horas por semana. Há ainda a cobertura do FGTS, que deve ser depositado pelo empregador todos os meses em valor equivalente a 8% do salário.

 

Férias e 13º também entram no pacote bem como despesas extras. Lembre-se de que contar com a babá significa ter uma nova integrante na rotina doméstica e que isso pode significar algum aumento nas contas de água e luz, bem como investimentos extras em alimentação para ela, claro.

 

→ Investimentos opcionais

 

Arcar com o transporte do empregado doméstico é obrigatório. Mas cada contratante lida de uma forma com essa questão. Legalmente, o vale-transporte deve ser comprado em número suficiente para o mês e ter 6% do valor integral descontado na folha de pagamentos. O restante deve ser arcado pelo patrão. Na hora de decidir qual o melhor meio de condução, principalmente nos grandes centros, converse abertamente com a babá e cheguem juntos a uma conclusão.

 

Na lista de investimentos extras também deve entrar um valor mensal, separado por você, para contratar uma substituta quando a babá oficial estiver em férias. Lembre-se, também, de que imprevistos podem ocorrer e você poderá ter que pagar horas extras.

 

Escolinha: quanto será preciso investir?

 

Profissionais preparados, didática e estímulos educacionais adequados a cada faixa etária, convivência com outras crianças, fiscalização de órgãos públicos. As escolinhas infantis têm muito a oferecer, para alegria das mamães e papais que vão voltar ao trabalho e querem ficar tranquilos quanto aos baixinhos.

 

Mas todas essas vantagens têm seus custos. A começar pelas taxas de inscrição anuais e, claro, as 12 mensalidades cobradas pela instituição. E o valor é maior, claro, de acordo com os benefícios e serviços prestados por lá. Você não pode esquecer, também, da lista de materiais escolares ou de cuidados essenciais com os quais você terá que arcar uma vez ao ano, além do uniforme do pequeno.

 

Pense, também, no transporte da criança. Mesmo que você possa levá-la todos os dias antes de voltar ao trabalho, haverá um extra no seu gasto com combustíveis. Se preferir, existem os ônibus ou vans que podem ser contratados para deixar seu filho na escolinha e buscá-lo no fim das aulas.

 

Por fim, mesmo que a escolinha ofereça alimentação, é interessante que seu filho leve na lancheira algum item de que goste caso não se adapte ao cardápio, por exemplo.

 

→ A creche e os gastos extras

 

Calma. Ainda é preciso colocar alguns outros investimentos na ponta do lápis. É importante lembrar que algumas escolas não fecham no período de férias. Mas, para receber os baixinhos, é comum que uma taxa extra seja cobrada nesse período. Portanto, separe um pouquinho de renda para esse momento. Caso a instituição entre em recesso e ele não coincida com o seu período de férias, será preciso, em alguns casos, recorrer à babá.

 

Também acrescente à lista de investimentos algum valor para arcar com excursões, festas e eventos extracurriculares que acabam acontecendo ao longo do ano. Isso faz parte da socialização e do desenvolvimento da criança. Portanto, deverá integrar também suas contas.

 

Não se esqueça de que costumam haver aniversários de coleguinhas e que uma hora ou outra será preciso comprar um mimo para aquele amiguinho que seu filho tanto adora.

 

A hora da escolha

 

Ufa! São muitos números para pensar e muita coisa a se considerar, não é? A gente entende. Mas faz questão de frisar que nada é definitivo e que as decisões podem ser mudadas a qualquer momento. Lembre-se de que as escolhas também dependem muito da adaptação do seu pequeno e da forma como ele vai reagir às situações.

 

O importante é que você fique tranquilo sabendo que está fazendo o melhor por ele. E que ao final do dia, quando voltar para casa, vai ganhar o abraço gostoso que só o seu pequeno sabe dar.

 

E você, já tomou sua decisão? Que escolha se adapta melhor às suas necessidades? Compartilha com a gente nos comentários!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

3 dicas para casais melhorarem sua organização financeira
Por Equipe Organizze
Como investir seu 13º e fazer seu dinheiro render?
Por Ana Cláudia Inez
Como aproveitar a Black Friday sem se endividar
Por Equipe Organizze
8 dicas de gestão financeira para controlar os gastos do seu veículo
Por Luana Biral
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).