Quando usar o cartão de crédito ou débito?

Escrito por:

O pagamento em cartão é uma das formas mais usuais de efetuar compras atualmente. Mas como escolher entre pagamento em débito ou crédito? Você tem dúvida sobre o que pode ser melhor para as suas compras?

 

As duas formas de pagamento apresentam pontos positivos e negativos, e o ideal é analisar quadro a quadro qual é a situação de sua vida financeira. Descubra como escolher: cartão de crédito ou débito!

 

Cartão de crédito

O cartão de crédito funciona no esquema “compre agora, pague depois”. Isto é, ele funciona como uma espécie de empréstimo que a instituição bancária faz a seu cliente, com uma data pré-definida para ser pago. Se a pessoa precisa de uma mercadoria, mas não tem dinheiro disponível para pagar, ela pode passar o produto no cartão de crédito. Dessa forma, o consumidor pode parcelar a compra, e pagá-la apenas no mês seguinte — ou quando vencer sua fatura.

 

Se for pago no valor total apontado e na data estipulada, a grande maioria dos cartões não cobra nada a seus clientes, além dos valores pagos pelas mercadorias. Ainda é possível, no crédito, gastar o valor máximo do cartão e pagar o mínimo de parcelamento. Porém, é muito importante ficar atento a esse tipo de postura, já que os juros de cartão giram em torno dos 20%, o que acaba envolvendo o cliente em uma bola de neve com o passar do tempo. TENHA CUIDADO!

 

Cartão de débito

O cartão de débito é usado quando a pessoa já tem o dinheiro para pagar por determinado produto ou serviço que vai adquirir. Ele funciona como um saque direto da sua conta: você efetua a compra, e o dinheiro é subtraído de sua conta bancária. Por isso, essa forma de pagamento só é aceita quando há o valor disponível na sua conta-corrente. Não oferece parcelamentos ou outras facilidades na hora do pagamento.

 

O cartão de débito pode ser muito útil para quem deseja ter um planejamento financeiro, já que ele não te permite gastar mais do que possui na conta.

 

Diferentes cenários

É melhor usar crédito ou débito, afinal de contas? Para cada situação em que o cliente se encontra, há uma forma de pagamento que se encaixa mais à sua realidade.

 

Compras maiores

O cartão de crédito é a forma mais indicada para pagar as grandes compras, como compras de supermercado, eletrodomésticos ou passagens aéreas. Isso porque ele oferece parcelamentos, o que torna possível a compra em valores mais elevados (sabendo-se que esse valor será cobrado posteriormente).

 

Compras do dia a dia

Para compras do dia a dia, invista no uso do cartão de débito. Essa solução propicia maior controle para aquele que compra, evitando os excessos e os gastos desnecessários. Registre esses gastos para poder fazer um balanço no final do mês.

 

Descontos

Em muitos estabelecimentos, é oferecido desconto para quem compra no cartão de débito, já que o pagamento é feito à vista. Sempre pesquise e pergunte ao fornecedor se há algum abatimento no valor caso ele seja pago no débito.

 

Compras internacionais

Muitos cartões de crédito podem ser utilizados para compras internacionais (tanto online como em viagens). Consulte seu banco para saber se seu cartão pode ser usado em outros países, ou como conseguir um que possa. Mas as mesmas regras de consumo valem para essa situação: fique de olho para não gastar muito e não poder pagar depois.

 

Programa de pontos

Os cartões de crédito, muitas vezes, estão vinculados a programas de pontos com as instituições financeiras. Esse programa funciona de forma simples, seguindo a lógica de quanto mais você gasta, mais pontos ganha.

 

A taxa de conversão de pontos varia de banco para banco, mas a ideia é a de que, com a acumulação de uma dada quantidade, você possa trocá-la por produtos, milhas ou serviços exclusivos. Nesse cenário, o uso inteligente do cartão de crédito vai oferecer benefícios extras para seus clientes. É preciso apenas tomar cuidado para que os dispêndios excessivos não se sobressaiam aos benefícios do cartão. Uma vez que o cliente se torna inadimplente, ele perde os direitos aos pontos.

 

Controle de finanças

Para quem possui uma vida financeira estável e autocontrole na hora das compras, o cartão de crédito pode ser uma boa pedida na hora de efetuar suas compras. Mas, por outro lado, ele também incentiva bastante as compras por impulso, já que o indivíduo tem o limite de crédito disponível no cartão para fazer compras. Muitas vezes, as pessoas o usam como uma espécie de cartão mágico, esquecendo que há um contrato envolvido e que elas terão que ressarcir a instituição bancária pelo montante gasto.

 

É preciso ficar atento para saber quando o uso do crédito se tornou um problema em sua vida: se você acaba gastando mais do que recebe, e encerra o ano devendo aos bancos, é melhor parar e analisar o uso que faz de seus cartões.

 

É fundamental criar um planejamento financeiro para que, assim, consiga visualizar o quanto você gastou e o quanto vai receber no final do mês. Anote, também, todas as compras que fez e qual método de pagamento usou. Dessa forma, caso surja um eventual problema nas suas contas, você pode estudar seus hábitos e traçar estratégias mais efetivas para o uso de seu dinheiro.

 

Sinal vermelho

Mas então, qual é o limite saudável para quem compra a crédito? A resposta também varia de pessoa para pessoa, qual seu fluxo de renda mensal e qual porcentagem ela está disposta a comprometer.

 

Um parâmetro muito usado é o dos 30%. Ou seja, comprometer no máximo 30% de sua renda para o pagamento da fatura de seu cartão de crédito. Nesse valor, o rotativo e o parcelado já devem estar inclusos. Caso contrário, o cliente terá grande dificuldade em quitar integralmente sua fatura.

 

Se a quantia que você gasta no cartão passa desse limite, ou até extrapola sua renda mensal, está na hora de rever seus gastos. Agora, caso já tenha dívidas no cartão e deseja pagá-las, a melhor forma é ir até seu banco e negociar com o gerente. Lembre-se: o cartão de crédito é ótimo, mas precisa ser usado de forma inteligente.

 

O uso do cartão de crédito e de débito é uma das mais populares aliadas na hora de se pagar por uma compra. E você, já decidiu qual método é melhor para sua vida financeira, se o cartão de crédito ou débito? Compartilhe este texto nas suas redes sociais para chegar naquele amigo que também precisa de ajuda!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Por que você deveria analisar seu padrão de vida?
Por Fran Guarnieri
Faça as lembrancinhas do seu chá de panela em casa
Por Mecasei.com
4 dicas infalíveis para planejar as férias perfeitas
Por Renan Lima
7 hábitos que você pode adotar para ter mais produtividade e sucesso
Por Equipe Organizze
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).