Seguro para empréstimos: descubra se você deve contratar

Escrito por:

Um dos serviços financeiros disponíveis hoje em dia é o seguro para empréstimos. Assim como no caso da proteção de bens, por exemplo, essa modalidade assegura o pagamento da(s) parcela(s) do crédito solicitado, em determinadas situações.

 

Apesar de ser considerada uma reserva financeira, a sua contratação é opcional e deve ser avaliada com cuidado. Saiba mais!

 

Seguro para empréstimos: quando contratar

 

Cada tipo de empréstimo tem um risco direto associado. Por esse motivo, alguns exigem uma avaliação mais criteriosa do perfil do interessado que, normalmente, está baseada no score de crédito para confirmação da liberação do crédito e das condições.

 

Quando uma instituição financeira empresta dinheiro para seus clientes, espera receber de volta, dentro do prazo do contrato. No entanto, ao definir a política de crédito interna já considera o risco da inadimplência. É isso o que faz com que as taxas de juros cobradas também variem de uma modalidade para outra.

 

Garantias

 

Além disso, dependendo da linha contratada pode ser solicitada uma garantia adicional. Assim, em caso de não quitar a dívida, a garantia pode ser acionada como compensação.

 

Garantias do Crédito Consignado

 

No caso do empréstimo consignado, por exemplo, a renda fixa é tida como um dos pré-requisitos para a aprovação do crédito. Portanto, esta é a única garantia solicitada nesta operação.

 

Podem contratar essa opção os Aposentados e Pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), Servidores Públicos Federais, Estaduais e Municipais e os Trabalhadores de empresas privadas.

 

As parcelas são quitadas pelo órgão pagador diretamente e descontadas do pagamento do titular do empréstimo. Dessa forma, quando recebe a aposentadoria, pensão, ou salário já quitou sua parcela mensal. Isso vale tanto para o empréstimo, quanto para o cartão de crédito consignado que tem funcionamento similar.

 

O seguro para empréstimos, nesta modalidade, é mais utilizado pelos funcionários de empresas privadas que podem sofrem com a demissão. No entanto, sua contratação não é obrigatória e não pode ser negociada sem o consentimento do solicitante do crédito.

 

Garantias do Crédito não-consignado

 

No crédito não-consignado, dependendo da modalidade pretendida ou escolhida, podem ser solicitados além dos proventos mensais a partir de registro em carteira ou movimentação bancária mínima, bens como veículos ou imóveis.

 

Assim, se a dívida não for paga, o veículo pode ser penhorado. O mesmo ocorre com casas e apartamentos que são colocados como proteção financeira a favor da instituição contratada.

 

Os casos mais comuns são os de demissão ou de perda de capacidade de pagamento, no caso de autônomos, por exemplo, que tem rendas menos previsíveis.

 

Cobertura dos seguros para empréstimos

 

No geral, o seguro para empréstimos pessoais, sendo um dos mais conhecidos o seguro prestamista, cobre a quitação da dívida em caso de invalidez, doença ou morte.

 

Assim, quando acometido por qualquer uma dessas situações, o titular do empréstimo ou seu representante pode acionar a apólice.

 

O valor da indenização é utilizado então para quitar o saldo devedor, ou seja, o valor ainda não pago. O valor segurado é equivalente ao valor contratado, mas costuma respeitar um valor teto para a indenização.

 

Cada apólice pode ter um valor diferente e que, normalmente, é acrescentado ao valor da parcela mensal.

 

O segurado precisa se atentar para os valores cobrados, as cláusulas contratuais e regras do serviço.

 

Contratar ou não contratar?

 

Uma boa avaliação a se fazer até mesmo antes de solicitar um empréstimo pessoal, é avaliar seu orçamento. O valor solicitado deve caber no seu bolso, ou seja, dentro do planejamento financeiro.

 

Em média, os gastos com empréstimos não devem ser superior a 35% da renda mensal. Isso, porque você terá outros tipos de despesas que podem ser variáveis ou fixas. O objetivo é manter seus custos sob controle.

 

Se julgar necessário e se sentir mais protegido, ao pesquisar por seguro para empréstimos compare as opções disponíveis, valores e ainda as condições envolvidas. Avalie ainda a opinião de outros clientes para saber sobre o atendimento e satisfação com o serviço.

 

Como os seguros, em geral, é algo que você paga para utilizar no futuro, deve saber se poderá ou não contar com o serviço contratado, em caso de alguma eventualidade.

 

Aliando boas escolhas financeiras, com um planejamento financeiro mínimo, mesmo se tiver algum previsto, ao longo do caminho, conseguirá ajustar a sua rota!

 

Por Danielle Vieira | Apaixonada por marketing, descobriu os números e finanças ao longo do caminho e, decidiu ajudar as pessoas através da educação financeira. Hoje faz isso atuando no marketing da bxblue, fintech acelerada pela Y Combinator e escrevendo em alguns portais.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Ansiedade: como organizar sua vida financeira pode te ajudar?
Por Equipe Organizze
Como manter as dívidas dentro do orçamento?
Por Equipe Organizze
Educação financeira: 5 dicas para o novo ano
Por Equipe Organizze
Registrar, organizar e planejar: a tríade do sucesso financeiro
Por Tiago Trespach Marques
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).