Supérfluos: os obstáculos para seus objetivos financeiros

Escrito por:

Essa semana estava realizando uma palestra online sobre organização financeira, onde ensino como controlar as finanças para que sobre dinheiro no final do mês. Nesta utilizo um exemplo em que a família precisa sacrificar alguns hábitos, dentre estes, deixar de fazer churrasco todo o final de semana.

 

No desenrolar da palestra, vou aplicando várias técnicas de controle financeiro que geram uma boa economia no final do mês. Ao encerrar a palestra, um dos comentários foi: “Luiz, mas com todo esse dinheiro sobrando no final do mês a família não pode voltar a fazer churrasco todo o final de semana?”.

 

Confesso que esta pergunta me pegou de surpresa, e me fez pensar o quão importante é ter em mente nossos objetivos financeiros e como iremos atingi-los. O churrasco todo o final de semana não é problema em si, desde que não atrapalhe a busca dos nossos objetivos, principalmente por se tratar de um gasto supérfluo, ou seja, que não é necessário para a nossa sobrevivência. Como aquela expressão: se não comprar, a economia será maior. Mesmo quando temos nossos objetivos financeiros e a nossa estratégia para atingi-los definida, é importante lembrar que quanto mais economizarmos, mais rápido alcançaremos aquilo que almejamos.

 

Minha dica é, se você está começando a estruturar as suas finanças agora, recomendo que seu primeiro objetivo financeiro consista em criar uma reserva de emergência, que será utilizada para gastos emergenciais futuros, como consertos de carros, tratamentos médicos e até em casos de sustento por um período após perda de emprego.

 

Mas de quanto deve ser essa reserva de emergência? O ideal é que corresponda entre 6 à 12 vezes da sua renda mensal. Para isso, recomenda-se uma economia mínima de 10% da renda mensal. Mas, obviamente, quanto mais economizar, mais rápido esta meta será atingida. Pensando nisso, criei a tabela abaixo que demonstra essa situação na prática:

 

Tabela reserva de emergência

 

Sendo assim, procure ponderar as suas finanças entre gastos com supérfluos e os seus objetivos financeiros, para que você não ande em nenhum dos extremos, mas tenha uma vida equilibrada, satisfazendo as suas vontades e atingindo os seus objetivos financeiros.

 

Espero que este artigo tenha ajudado.

 

Até mês que vêm.

 

*Luiz Roberto é um administrador apaixonado por finanças que desde 2014 expõe suas ideias através do blog Dificuldade Financeira. O projeto cresceu e em 2016 iniciou sua carreira como instrutor na Udemy.com publicando cursos sobre finanças pessoais.

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

4 dicas para cozinhar em casa, comer bem e economizar
Por Equipe Organizze
Decoração barata: faça você mesmo uma cabeceira para a cama
Por Viva Decora
Como priorizar as dívidas? Saiba o que fazer para evitar que a dívida aumente
Por Equipe Organizze
4 dicas para economizar com seu carro em época de quarentena
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).