Você realmente precisa de um celular novo?

Escrito por:

Hoje em dia, muitas pessoas sentem a necessidade de trocar de celular todo ano (ou até menos que isso), seja porque os lançamentos de novos modelos são cada vez mais frequentes, seja porque a indústria de telefonia faz os consumidores acreditarem que realmente precisam do modelo a ser lançado. Mas será mesmo que você precisa de um celular novo? Confira no post de hoje:

30

Não seja vítima da indústria de telefonia

 

Atualmente, as empresas que trabalham com telefonia precisam circular seus produtos pelo mercado, sejam elas as operadoras de celular ou as próprias fabricantes desses aparelhos. O que significa isso? Basicamente, isso quer dizer que esses fabricantes e revendedores estão interessados apenas em vender seus produtos, e não necessariamente se atentam às efetivas necessidades de seus clientes.

 

Há alguns anos, era preciso muito tempo antes que a troca de aparelhos ocorresse, e os consumidores conviviam bem com isso. Mas, hoje em dia, essa lógica de ciclos de renovação tecnológica está cada vez mais rápida, muito em função dos próprios fabricantes e empresas, que precisam aumentar mais e mais seus resultados, gerando uma oferta que não é tão necessária para seus clientes.

 

Reflita sobre o fato de as inovações serem realmente necessárias

 

Quando pensamos sobre a necessidade de trocar de aparelhos, a indústria tenta nos vender o fato de que as inovações de cada lançamentos são não apenas imperdíveis, como extremamente necessárias. No entanto, é preciso refletir se isso é mesmo verdade. As funções lançadas pelo último modelo do iPhone, Android ou Windows Phone são mesmo tão úteis quanto as funções já lançadas por suas versões anteriores?

 

Procure fazer uma pesquisa de mercado e mapear não apenas essas inovações, mas também sua efetiva utilidade. Se as ferramentas presentes nos novos aparelhos são facilmente encontradas em outros aplicativos, por que trocar de aparelho?

 

Status ou necessidade?

 

Outro fator importante a se observar é que ter um aparelho de celular último modelo é considerado mais do que uma necessidade, mas também um indicativo de status social.

 

Muitas pessoas acabam se sentindo obrigadas a atualizar seu aparelho para não se sentirem diminuídas em um contexto profissional ou social, por exemplo. Elas acreditam que não vão ser parte efetiva, nem se destacar, se não possuírem os mesmos bens e consumirem os mesmo serviços que seus colegas.

 

No entanto, essa aparente necessidade esconde uma questão mais complexa, que é o fato de que muitas relações que mantemos atualmente são baseadas em superficialidades, status social e patrimônio, o que não é mais importante para relacionamentos efetivos.

 

A real utilidade de aparelhos novos

 

Você já parou para se perguntar se seu celular antigo realmente não funciona mais? Muitas vezes, os “problemas” que enfrentamos com esses aparelhos estão mascarados por trás do desejo de comprar um aparelho mais novo. Mas, na verdade, os aparelhos de celular não estão efetivamente defasados, nem necessitam de um upgrade.

 

Procure trocar seu telefone apenas quando os problemas forem mais sérios, como uma bateria que descarrega antes do final do dia, uma tela que não tem mais resolução de imagem, entre outros contratempos tecnológicos.

 

Sua vida financeira permite a compra de novos aparelhos?

 

Outro aspecto imprescindível na análise sobre a necessidade de comprar ou não um aparelho novo é sua própria situação financeira. Por mais baratos que celulares tenham se tornado hoje em dia, ainda assim representam um comprometimento financeiro sério e importante no orçamento das pessoas.

 

Em vez de aumentar suas dívidas e comprometer a compra futura de coisas mais relevantes, por que não guardar esse dinheiro para uma situação realmente importante, como a manutenção de um carro ou o pagamento de despesas pessoais da casa? O essencial é perceber que não é preciso deixar de consumir, mas apenas avaliar se esse é mesmo o momento ideal para realizar essa compra.

 

E se eu quiser MESMO trocar de aparelho?

 

Então seu caso também tem solução. Se você avalia conscientemente que a troca anual de aparelhos é algo que lhe é necessário e faz bem, então vá em frente! E a dica que podemos dar é: substitua a dívida pelo planejamento! Que tal, então, criar uma “poupança” específica para a troca de aparelhos? Se você acabou de trocar seu celular, mas já sabe que vai querer os novos lançamentos do ano que vem, faça o seguinte: divida o valor aproximado do seu próximo celular por 12 e economize este valor todos os meses. Na hora da troca, você pode fazer isso sem contrair dívidas ou parcelamentos e ainda ter um poder de barganha muito maior, sem esforço.

 

E aí, o que pensa sobre o assunto? Ainda considera necessário trocar de aparelho neste momento? Comente!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

4 maiores mitos sobre finanças pessoais
Por Equipe Organizze
Situação financeira e saúde mental: qual a relação?
Por Equipe Organizze
6 dicas de ouro para o planejamento financeiro das férias
Por Equipe Organizze
6 coisas que nos fazem gastar mais no verão
Por Equipe Organizze
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).