Como conciliar a vida financeira de um casal?

Escrito por:

Cuidar do dinheiro não é uma tarefa muito fácil, principalmente por conta da falta de conhecimento de boa parte da população em relação à gestão financeira e finanças pessoais. Quando o assunto é a vida financeira de um casal, o assunto pode ser ainda mais delicado.

 

Apesar das dificuldades, é preciso que você saiba que é perfeitamente possível manter um controle financeiro e gerenciar o dinheiro a dois com tranquilidade e qualidade. Para isso, basta que o casal defina algumas questões entre si e siga alguns passos, que podem ser muito úteis para administrar o dinheiro em um relacionamento.

 

Quer saber como cuidar da vida financeira a dois? Então continue a leitura do artigo de hoje e conheça algumas dicas que ajudarão você e seu par a controlar o dinheiro no dia a dia sem passar por apuros!

 

Vida financeira a dois: dúvidas e dificuldades

 

É perfeitamente normal ter dúvidas e passar por algumas dificuldades iniciais no que se refere à gestão financeira de um casal – principalmente quando se decide morar junto ou mesmo se casar, de fato. As pessoas costumam demorar a compreender, na prática, que a decisão de dividir a vida com o companheiro ou companheira também afeta a administração do dinheiro.

 

Por mais que se decida manter a individualidade de cada um ao invés de controlar as finanças de maneira conjunta, as decisões acabam sendo tomadas, em algum momento, em conjunto. Por isso, é preciso que o casal “fale a mesma língua” quando o assunto é dinheiro, para evitar brigas e desentendimentos desnecessários.

 

Para começar a gerenciar as finanças do casal de maneira sólida e sem aborrecimentos é fundamental que os envolvidos conversem entre si e definam algumas questões relacionadas ao dinheiro, que vão desde a definição da criação – ou não – de uma conta conjunta até planos para aposentadoria.

 

Acompanhe a seguir algumas dicas que ajudarão você e seu par a planejar, juntos, o presente e o futuro do casal no campo das finanças!

 

Conta conjunta ou conta individual?

 

Uma das principais dúvidas que surgem entre os casais de todo o mundo é quanto a manutenção de contas individuais ou abertura de uma conta conjunta, que possa ser administrada pelos dois. Esta é, no entanto, uma questão particular de cada um e, por isso, não existe uma resposta definitiva para esta pergunta.

 

É preciso que o casal converse e defina de que maneira se sentirão mais confortáveis no quesito finanças. Nada impede que, por exemplo, o casal escolha manter suas contas individuais no banco e, ainda assim, contribuam financeiramente da mesma maneira para pagamento das contas do dia a dia e para projetos familiares – como uma viagem, a compra de um carro novo, etc.

 

O importante é que ambos se mantenham confortáveis, independente da decisão que for tomada em conjunto, e que tenham consciência de que um relacionamento requer cuidados redobrados quando o assunto é dinheiro. Afinal de contas, as decisões tomadas individualmente poderão impactar diretamente a vida do casal e, por isso, o ideal é que todas as escolhas financeiras sejam cuidadosamente analisadas pelos dois.

 

Contas e mais contas mensais!

 

Qualquer pessoa que é ou já foi responsável por quitar suas próprias despesas sabe que as contas mensais a pagar são muitas – e não param de chegar, não é mesmo? Para manter uma gestão financeira de qualidade e evitar endividamento, é imprescindível que o casal decida como será realizada a divisão do pagamento das despesas.

 

Muitos casais preferem juntar a renda de ambos e, a partir daí, definir de que forma o dinheiro será empregado. Já outras pessoas preferem dividir as responsabilidades financeiras da casa de maneira igual – ou proporcionalmente ao ganho de cada um.

 

O mais importante é manter um diálogo sempre aberto e definir, de forma conjunta, como será construída a dinâmica do casal no que se refere ao pagamento das despesas mensais.

 

Dívidas: como resolver?

 

Possuir dívidas é uma situação bastante incômoda para qualquer um, não é mesmo? Quando falamos de vida a dois, este acaba sendo um tema que gera muitos conflitos e discussões. Afinal de contas, como resolver as dívidas em um relacionamento?

 

A administração das dívidas deve ser feita por ambos os cônjuges, lembrando sempre que ser transparente com o parceiro é fator fundamental para manutenção da confiança no relacionamento – principalmente em momentos mais difíceis. Sendo assim, procure jamais esconder um endividamento ou dificuldade financeira do seu par.

 

Contraiu dívidas? Mantenha a calma: isso acontece com a maioria das pessoas! Procure dividir suas angústias com seu cônjuge e, juntos, busquem alternativas para quitar estas pendências de forma consciente e planejada.

 

Neste cenário, vale a pena ressaltar que é importante sempre buscar alternativas racionais, evitando dar voz à emoção – o que pode gerar conflitos e brigas em um relacionamento.

 

Planejamento financeiro do casal: a melhor estratégia

 

A vida financeira de um casal será muito mais organizada e menos suscetível a imprevistos relacionados ao dinheiro quando se coloca em prática um bom planejamento financeiro. Esta é, sem dúvidas, a melhor estratégia para a manutenção do bem estar financeiro a dois.

 

Procure, desde o início do relacionamento, manter um planejamento financeiro conjunto, organizando a entrada de dinheiro e planejando o uso de cada centavo ganho pelo casal. É importante definir metas financeiras de curto, médio e longo prazo, e buscar sempre seguir o planejamento à risca em conjunto. Ter uma reserva de emergência também é muito importante, pois o casal estará resguardado em caso de imprevistos, evitando, desta maneira, passar por apuros financeiros.

 

Afinal de contas, de nada adianta um cônjuge manter um controle e planejamento das finanças se o outro pouco se importa com o que foi definido entre o casal, não é mesmo? A máxima, neste caso, é focar na parceria para administração consciente do dinheiro.

 

Você verá que, com o tempo, um bom planejamento financeiro ajudará o casal a manter as contas sempre em dia, a tirar projetos do papel e a formar um bom patrimônio em conjunto. Até mesmo a aposentadoria ou uma possível independência financeira pode, aqui, ser planejada e, no longo prazo, alcançada pelo casal.

 

O segredo do sucesso a dois

 

O segredo do sucesso para uma vida financeira mais tranquila em conjunto é justamente o diálogo e o esforço em conjunto para administrar as finanças da melhor maneira possível.

 

Converse com seu cônjuge, defina uma rotina de gestão financeira que seja adequada e confortável para ambos e, juntos, tracem metas e objetivos financeiros. Com determinação, esforço e muita calma é possível administrar as finanças em conjunto e conquistar, no longo prazo, aquela tranquilidade financeira tão esperada e desejada pelo casal!

 

E você, tem alguma dica para administrar as finanças em um relacionamento e ter uma vida financeira mais tranquila? Então deixe seu comentário e compartilhe sua dica conosco!

Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Ganhei um aumento! E agora?
Por Equipe Organizze
3 dicas para o enriquecimento saudável
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
O MELHOR TESOURO DIRETO PRA VOCÊ! Descubra o seu perfil e pare de perder dinheiro!
Por Nathalia Arcuri | Me Poupe
Investindo em tempos de incertezas
Por Felipe Modenese
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).