Como descobrir se a sua reserva de emergência é suficiente? Regra do 3-6-9

Escrito por:

Sabemos que você já ouviu muitas vezes antes, mas vale a pena repetir:  ter um fundo de emergência é um dos pilares de uma vida financeira saudável.

 

Por que? Pense nisso como o extintor de incêndio que você tem na sua casa. Idealmente, você nunca vai precisar usá-lo, mas se existir essa necessidade, você fica feliz por ele estar lá. O mesmo acontece com um fundo de emergência.

 

Como você pode realmente ter certeza de que tem o suficiente? Não há uma resposta exata para isso, mas existem algumas regras que você deve considerar para ajudá-lo a sentir-se menos preocupado e mais confiante de que está mantendo uma reserva compatível com o seu estilo de vida e as responsabilidades domésticas. O LearnVest destaca:

 

1. Qual fundo de emergência?

 

Se sua resposta para “Em quanto está seu fundo de emergência?” é “Qual fundo de emergência?”, recomendamos começar. Agora. Considere poupar agora o valor que você pode, mesmo que seja apenas R$50 por mês. Pelo menos até que você tenha o suficiente pra viver por um mês, sem qualquer renda. (Antes, claro de entender a regra do 3-6-9.)

 

Conseguiu juntar o suficiente pra viver um mês sem renda? Ótimo! Agora você pode se concentrar no crescimento do seu fundo de emergência.

 

2. Quando 3 meses de reserva de salário é o suficiente

 

Você é um locatário orgulhoso, tem apenas a própria boca para alimentar, tem um salário fixo e pode sempre se mudar de volta para a casa dos pais, se necessário?

 

Se você não tem filhos, uma marca de 3 meses de reserva equivalente ao seu custo de vida por mês, é bastante confortável. Com isso você pode criar outras metas financeiras, pagar dívidas ou poupar mais para a aposentadoria.

 

3. Quando 6 meses de reserva de salário pode ser o suficiente

 

Esta é a regra “básica” de fundos de emergência, que você pode ter ouvido mais frequentemente e, de fato, é a única que é capaz de aplicar-se ao maior grupo de pessoas.

 

Casado e com filhos, sua própria casa e dois salários estáveis? Considere a construção de um fundo de emergência equivalente a seis meses do custo de vida de toda a casa.

 

Casado sem filhos, mas ainda tem um financiamento a pagar? A mesma diretriz se aplica. Casado inquilinos com um único rendimento com uma criança? Idem. Individual com um condomínio? Achamos que você sabe a resposta.

 

Seis meses é uma boa referência. Em dúvida, pense em seis.

 

4. Quando 9 meses de reserva de salário é o suficiente

 

Existem alguns casos em que é necessário mais de seis meses de reserva, que tem a ver com se você tem um salário fixo ou não.

 

Se você trabalha por conta própria ou é um freelancer em tempo integral, sua renda é menos previsível. Tendo um fundo de emergência preenchido com nove meses de lucro líquido do mais alto ganhador da casa, num momento de “tempestade” financeira, você se sentirá mais tranquilo para buscar novas alternativas de renda.

 

Vale a pena repetir que a diretriz 3-6-9 é apenas isso: um guia para ajudá-lo a avaliar se o tamanho de seu fundo de emergência pode ajudá-lo a dormir um pouco melhor à noite. Pense a respeito, calcule, poupe!

 

Para ler o artigo completo (em inglês), clique no botão abaixo.

Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Dicas para evitar se endividar no final do ano
Por Equipe Organizze
Casamento e dinheiro: os 3 erros financeiros que balançam a relação
Por Equipe Organizze
5 passos para mudar o visual da casa sem gastar muito
Por Viva Decora
Como elaborar um orçamento financeiro pessoal?
Por Equipe Organizze
Sinta a felicidade de estar no controle de suas finanças

Cadastre-se grátis, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Organizze

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).