Viver ou juntar dinheiro? Por quê não fazer as duas coisas?

Escrito por:

Tem gente que vive o dilema shakespeariano: “ser ou não ser?”. Outras pessoas vivem se perguntando: “quero viver ou guardar dinheiro?”. Se você se encaixa na segunda situação, temos uma ótima notícia! Você pode fazer as duas coisas ao mesmo tempo, sem preocupação! O Blog da Rico encontrou a fórmula de como você pode encontrar equilíbrio entre viver e poupar seu rico dinheirinho.

 

E se você se identificou com a primeira situação, bom… talvez você precise buscar ajuda em outros blogs, hehe.

 

Confira as dicas abaixo:

 

O padrão de vida conta

 

Um dos fatores de grande influência em toda a questão de viver ou juntar dinheiro é o padrão de vida, que diz respeito a como uma pessoa vive e usa seus recursos para conseguir mais satisfação e atendimento às suas necessidades.

 

Normalmente, quanto maior o padrão de vida, mais recursos são necessários. Mas por que o padrão de vida é tão importante? Simples: muitas pessoas simplesmente não estão dispostas a abrir mão do padrão de vida, ainda que temporariamente, para poder juntar dinheiro.

 

Com isso, o dilema entre viver/aproveitar o padrão de vida e juntar dinheiro fica ainda mais complicado.

 

Investir melhor ajuda a equilibrar essa equação

 

Essa disputa entre o que fazer com o dinheiro, por sua vez, é parcialmente resolvida quando investimentos corretos são feitos. Os investimentos certos são aqueles que garantem boa rentabilidade, com risco adequado ao perfil do investidor e, claro, aceleram a construção de patrimônio.

 

A lógica é simples: o dinheiro passa a “trabalhar” para o investidor, que pode manter seu padrão de vida e ainda assim juntar uma determinada quantidade de dinheiro para objetivos futuros.

 

Essa, entretanto, é uma prática ainda pouco comum especialmente devido à falta de educação financeira das pessoas em geral. Ainda é muito comum encontrar poupadores compulsivos (com padrão de vida muito abaixo do ideal) e quem gasta em excesso (com padrão de vida muito acima do sustentável).

 

Em vez de criarem um modelo altamente rentável e escalável, as pessoas continuam sendo reféns do dinheiro e do status. A provocação de hoje tem o objetivo de mostrar que é possível viver um bom padrão de vida, mas não de forma irresponsável.

 

Clique no botão abaixo e continue lendo o artigo.

 

Leia mais
Categorias:

Achamos que você vai gostar desses posts, também.

Viva a vida!
Por Luiz Roberto Brem de Almeida
Dicas para economizar dinheiro com serviços no dia a dia
Por Equipe Organizze
Como conseguir melhores resultados com sua personalidade?
Por We Mentor
Saiba quais são as taxas que os bancos não podem cobrar
Por Equipe Organizze
Organizze
Experimente o poder de ter suas finanças sempre em ordem

Cadastre-se GRÁTIS no Organizze, e veja sua vida financeira mudar a partir de hoje.

Faça como mais de 50 mil organizzados! Receba GRÁTIS em seu email centenas de artigos e dicas para manter suas finanças em ordem (e a newsletter mais legal do Brasil!!).